21 Bênçãos do Jejum de Daniel

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Daniel 10.2,3 e 12,13

Introdução: A vida
de Daniel é uma inspiração de santidade e consagração a Deus. O jejum é uma das
ferramentas de Deus para nos ensinar a superar a nossa carne (Marcos 9.29).
Daniel sempre orava três vezes ao dia (Daniel 6.10), mostrando que toda sua vida era
dedicada ao Senhor.

O conceito deste jejum
vem de dois momentos na vida do profeta:

No início de seu
ministério:

Daniel 1.8 “Daniel decidiu não contaminar-se com a comida e o vinho
real”

No fim de seu
ministério:

Daniel 10.2,3 “eu, Daniel, pranteei durante três semanas.
Manjar desejável não comi, nem carne, nem vinho entraram na minha boca … até
que passaram as três semanas inteiras”
.

Tanto na primeira
abstinência do profeta quando abriu mão dos manjares reais, como também no de
se ministério ao jejuar por vinte e um dia seguidos, aprendemos sobre a
importância do jejum para nossas vidas. Daniel viveu uma grande batalha
espiritual, mas sua oração foi ouvida desde o primeiro dia e no vigésimo
primeiro dia um anjo lhe apareceu com a resposta de Deus (Daniel 10.12,13).

 

As bênçãos do jejum
alcançam:

CORPO: porque nos desintoxicamos de alimentos que são
desnecessários à nossa saúde;

ALMA: é um período de higiene mental e maior concentração em
coisas que edificam;

ESPÍRITO: ao enfraquecer a carne, somos espiritualmente fortalecidos
com o jejum.

 

O que chamamos de Jejum
de Daniel, é uma abstinência parcial em vez de jejum do alimento por completo.
Nesse período Daniel se absteve o que dava prazer à carne, portando se você
quer realmente fazer o jejum, precisará além de abster-se de alguns alimentos,
também se abster-se de outras coisas como, por exemplo: televisão, internet e
outros… e dedicar-se pelo menos três vezes ao dia à oração. Algumas pessoas
seguem literalmente o exemplo do Daniel e passam este período comendo apenas
legumes, verduras e frutas acompanhados de água. O mais importante do jejum não
é somente a abstinência e sim a consagração a Deus.

Vamos refletir sobre as
21 Bênçãos do Jejum, sendo 7 para o Corpo, 7 para a Alma e 7 para o Espírito:

Bênçãos do Jejum para o CORPO

Dia 01 –
Sustento de Deus: 
Daniel 1.5-19

Dia 02 –
Saúde e bem estar: 
Daniel 1.15

Dia 03 –
Força e Vigor: 
Daniel 1.15

Dia 04 –
Resistência: 
Daniel 1.18,19

Dia 05 –
Proteção: 
Daniel 3.25

Dia 06 –
Livramentos: 
Daniel 4.25

Dia 07 – Deus nos
guarda: 
Daniel 6.22

Bênçãos do Jejum para a ALMA

Dia 08– Superação: Daniel
1.19

Dia 09– Sabedoria: Daniel 1.20

Dia 10– Inteligência: Daniel
1.20

Dia 11– Excelência: Daniel
6.3

Dia 12– Capacitação: Daniel
2.20 e 5.12

Dia 13– Eficácia: Daniel
10.12

Dia 14– Ser iluminado: Daniel
5.11

Bênçãos do Jejum para o ESPÍRITO

Dia 15– Consagração: Daniel
10.2-4

Dia 16– Ser muito amado: Daniel
10.11

Dia 17– Guerreiro de oração: Daniel
10.11

Dia 18– Poder espiritual: Daniel
5.12

Dia 19– Discernimento: Daniel
2.6

Dia 20– Resposta de oração: Daniel
10.12

Dia 21– Anjos de Deus: Daniel 10.21     

OBSERVAÇÃO: Os significados apresentados para cada dia são apenas simbólicos, para reflexão. Não significa que a pessoa receberá imediatamente naquele dia, mas que deseja buscar e aprender.

O jejum mortifica a carne, alivia a alma e fortalece
o espírito!

CONCLUSÃO

Por três semanas (21
dias), somos convocados a um jejum parcial para maior oração e dedicação ao
Senhor. Durante este tempo, evitamos alimentos pelos quais buscamos saciar mais
nosso gosto e prazer do que as necessidades reais do nosso organismo (doces,
refrigerantes, café, chocolate, carne e frituras ou outros alimentos que
constituem hábitos alimentares aos quais estamos apegados).

  

Fazendo
o propósito, escreva:

O que vai se abster?

____________________________

Qual o seu propósito?

____________________________

3 horários de oração ao
dia:

___________

___________

___________

 

Daniel prosperou e
tornou-se governador do maior império que o mundo já conheceu. Sobreviveu a
três impérios e reis (Império Babilônio de com Nabucodonosor e Belsazar,
Império Medo-Persa com Dario, o Medo e Ciro, o Persa – Daniel 6.28). Seus amigos venceram
a fornalha de fogo ilesos. Daniel viu Nabucodonosor pastar como animal e ser
restaurado como rei. Venceu a cova dos leões e Deus lhe deu livramento de todos
os seus inimigos.

Qual seria o segredo de
Daniel?

O
segredo é a ORAÇÃO!



Fonte: Esboçosermão

ÚLTIMOS POSTS