216 crianças se entregam a Jesus ao final de escola bíblica de férias

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Uma igreja que realizou um acampamento para crianças anunciou que 216 alunos da escola bíblica de férias entregaram suas vidas a Jesus Cristo no final da programação.

A 7 Hills Church, fundada em 2007 pelo pastor Marcus Mecum, possui congregações nas cidades de Florence, no estado do Kentucky (EUA), e Cincinnati, em Ohio. Anualmente a igreja realiza um acampamento nas férias escolares.

Chamado de “Summer Fest”, o acampamento tem atividades e, em especial, um intensivão de escola bíblica para crianças da 1ª à 6ª série do Ensino Fundamental.

No encerramento, 216 crianças entregaram suas vidas a Jesus Cristo: “Estou muito orgulhoso de nossa equipe da 7 Hills Kids oferecer nosso melhor Summer Fest. Na semana passada, centenas de crianças aprenderam quem é Jesus e o valor que elas têm para ele”, disse o pastor Marcus Mecum.

“Depois de um ano marcado pelo isolamento e perdas significativas, as crianças precisam ser lembradas de que Deus nos conhece, nos ouve e nos escolhe a cada dia”, acrescentou o pastor.

De acordo com informações do portal Christian Headlines, a programação do acampamento de três duas envolvia a apresentação da pessoa de Jesus às crianças, ao mesmo tempo em que o ambiente favorecesse a construção de novas amizades com segurança e o desenvolvimento do conhecimento bíblico através de jogos, brincadeiras, aulas e trabalho em equipe.

Crianças e Jesus

Enquanto no Ocidente se investe para que crianças sejam alcançadas pela Palavra do Evangelho, na China crianças são doutrinadas nas escolas para negar a Jesus e rejeitar os pais caso estes sejam cristãos.

A estratégia mais eficaz para a doutrinação ideológica envolve uma abordagem precoce, e cientes disso, as autoridades do regime comunista da China se prestaram a ensinar crianças a odiar a Jesus e rejeitar os próprios pais.

A organização internacional Bitter Winter relatou o caso de uma mulher cristã que contou como viu o seu filho ter a mente e comportamento transformados, após iniciar os estudos em uma escola local.

“Meu professor diz que o cristianismo é um xie jiao. Se você acredita nisso, você vai sair de casa e não cuidar de mim. Você também pode se incendiar”, disse o garoto para a mãe, após encontrar um panfleto evangelístico em sua residência.

Para explicar sua posição, a criança retirou um livro da bolsa chamado Moralidade e Sociedade, mostrando a mãe o trecho que fala sobre o termo “xie jiao”. “A professora nos disse durante a aula que os grupos xie jiao são terríveis”, continuou a garoto, dizendo que esperava que a mãe se livrasse do panfleto.

Xie jiao é um termo utilizado na China há dezenas de anos para classificar qualquer forma de expressão religiosa como “heterodoxa” ou “cultos” estranhos aos costumes chineses, porém, no sentido mais negativo possível, como algo clandestino e agressivo ao país.

“Antes de começar a escola, contei ao meu filho sobre a criação de Deus e ele acreditou. Mas depois de ser ensinado na escola, meu filho se transformou uma pessoa diferente. Na China ateísta, essas crianças puras e inocentes foram ensinadas a odiar a Deus”, lamentou a mãe da criança.

Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS