ateísmo é responsável por tiranias como comunismo

Ben Shapiro, escritor e comentarista político dos EUA, judeu, afirmou que o ateísmo é mais danoso para a história da humanidade que qualquer regime político baseado em extremismo religioso.

O ponto de partida do argumento de Ben Shapiro é que o “profundo problema do ateísmo” é que essa linha filosófica “não pode estabelecer uma estrutura moral”, e portanto, serve de ponto de partida para formas de governo autoritárias e totalitárias, como foram o nazismo/fascismo e como é, ainda hoje, o comunismo.

O comentarista político fez suas considerações em uma publicação no Facebook, observando que muitos incrédulos adoram apontar os “pecados dos crentes” para explicar por que eles se opõem a Deus e à fé.

A pergunta-chave que esses ateus farão é: “Se a religião é boa, por que os crentes religiosos costumam ser tão ruins?”. Porém, Shapiro explicou alguns dos problemas que ele enxerga nesse processo de pensamento:

“Pode-se perguntar isso sobre qualquer filosofia – a maioria das pessoas é, de fato, pecadora e perversa e tem capacidade para o bem. A questão é se existe uma conexão filosófica entre a religião e o que seus supostos crentes fazem – e mais profundamente, como devemos julgar se a religião está promovendo algo moralmente bom ou ruim sem outro quadro de referência moral”.

De acordo com ele, é nesse ponto que as coisas desmoronam para o ateísmo, pois ele não é capaz de estabelecer uma estrutura moral nem pode ajudar a delinear “entre o que é e o que deveria ser”.

Embora os ateus possam agir de acordo moral com as sociedades em que vivem e possam fazer sugestões sobre a vida moral, Ben Shapiro detalhou as limitações e armadilhas de uma visão de mundo ateísta, incluindo o materialismo e a falta de valor percebido nos seres humanos, entre outras questões:

“Não é coincidência que os governos mais militantes ateístas – governos comunistas e fascistas do século 20 – tenham sido muito mais assassinos e tirânicos do que qualquer teocracia religiosa da história”, criticou.

“O ateísmo promove uma visão da humanidade inteiramente em desacordo com a construção de uma sociedade produtiva”, avaliou, acrescentando ainda que a inegável necessidade de uma estrutura moral a partir da qual discernir a verdade é um argumento convincente.

O ateísmo não fornece nenhum ímpeto para a criação, nenhuma razão real para o valor humano e nenhuma base para decifrar o que é verdadeiro e certo, atacou Shapiro.

Billy Hallowell, editor do portal Faithwire, ponderou que embora “várias religiões ofereçam alguns desses elementos, o cristianismo – com o sacrifício de Jesus na cruz pela humanidade no centro dela – fornece a explicação mais abrangente de valor, propósito e esperança disponível”.

“O ateísmo não pode oferecer nenhum desses elementos, como Shapiro observou astutamente”, resumiu Hallowell.

Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS

Espaço Gospel foi criado com a intenção de reunir o melhor de todo material disponível na rede para ajudar você a se conectar com Deus!