Bolsonaro celebra 90 milhões de vacinas entregues e novos empregos

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

O avanço na distribuição de vacinas pelo governo federal e o saldo positivo de 1 milhão de novos empregos em 2021 foi comemorado pelo presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais. Ao todo, o Ministério da Saúde já distribuiu mais de 90 milhões de doses aos estados e municípios.

Bolsonaro falou sobre os empregos ao lembrar que os esforços do governo ao longo da pandemia foram na direção de minimizar os efeitos na economia do lockdown adotado por governadores e prefeitos, com medidas para evitar a falência das empresas que aderiram aos programas criados pelo Ministério da Economia.

“Apesar de todas as dificuldades causadas por medidas restritivas radicais, irracionais e irresponsáveis, nossos esforços para, além de combater o vírus, garantir a dignidade dos brasileiros que precisam trabalhar, hoje se traduzem em quase 1 milhão de empregos gerados em 2021. Lembro que, antes mesmo dos agravantes provocados pelo ‘fecha tudo’ e até por desvio de recursos, a crise da covid-19 é um problema mundial. Nações sofreram e ainda sofrem duramente os impactos causados pelo vírus, seja por lamentáveis mortes ou pelo empobrecimento de seus povos”, introduziu o presidente.

Bolsonaro reiterou no Twitter que “sempre existiram dois desafios: o vírus e a economia”, e acrescentou que “apesar da mídia e da esquerda terem negado esse e outros fatos, adotando um discurso pseudocientífico para disfarçar a demagógica politização do vírus, nós priorizamos ambas as questões” pois “não há saúde na miséria”.

“É por esta razão que hoje somos o 4° país que mais vacina no mundo, devendo alcançar brevemente 100 milhões de doses distribuídas pelo nosso governo, e fomos uma das economias menos afetadas, com desempenho superior a países como Alemanha, França, Itália, Japão e Reino Unido”, constatou.

Ciente de que as centenas de milhares de mortes causadas pela pandemia no Brasil ofuscam o avanço em outras áreas, o presidente indicou que seu governo continua firme em relação às propostas de campanha em 2018: “Sabemos que não há muito o que comemorar, mas é preciso restabelecer a verdade do que foi e está sendo feito na prática, para que o pânico e o caos promovido pelos que desejam retomar o poder e suas práticas nefastas não triunfem. Brasil acima de tudo; Deus acima de todos!”.

Pfizer

Horas depois da primeira sequência de publicações, Bolsonaro falou sobre as previsões de vacinas da fabricante norte-americana, que segundo um estudo realizado em Israel e publicado no Journal of the American Medical Association, possui eficácia de 97% contra infecções sintomáticas pela covid-19 e 86% contra as assintomáticas em 86%.

“Mais 629,4 mil doses da vacina Covid-19 da Pfizer/BioNTech chegaram ontem [quarta-feira, 26 de maio] pela noite ao Brasil. No próximo mês, a previsão é de que mais 12 milhões de doses da Pfizer sejam entregues […] São mais de 90,5 milhões de vacinas distribuídas aos estados do Brasil e o país é a quarta nação que mais vacina no mundo, ficando atrás apenas das que possuem a matéria-prima para confecção do imunizante”, concluiu Bolsonaro.

Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS