Bolsonaro defende família e liberdade de culto

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

A abertura da Assembleia da ONU, feita pelo presidente Jair Bolsonaro, foi marcada por um relato bem diferente da propaganda da grande mídia a respeito do governo. O mandatário aproveitou a oportunidade para reiterar seu compromisso com a liberdade.

Em um palco marcado pela predominância de atores políticos progressistas, Bolsonaro se colocou frontalmente contra a agenda vigente nos principais países considerados desenvolvidos.

“Temos a família tradicional como fundamento da civilização, e a liberdade do ser humano só se completa com a liberdade de culto e de expressão”, disse o presidente da República.

Em um trecho inicial de sua fala, Bolsonaro enfatizou que sua ida à Assembleia da ONU era uma oportunidade para “mostrar o Brasil diferente daquilo publicado em jornais ou visto em televisões”.

“O Brasil mudou, e muito, depois que assumimos o governo em janeiro de 2019. Estamos há dois anos e oito meses sem qualquer caso concreto de corrupção”, enalteceu o presidente, apontando um dos fatos omitidos pela grande mídia.

Em outro momento, Bolsonaro – de maneira clara – exaltou valores conservadores ao declarar que o país “tem um presidente que acredita em Deus, respeita a Constituição, valoriza a família e deve lealdade ao seu povo”.

Assista à íntegra do discurso de Bolsonaro na abertura da Assembleia-Geral da ONU:

Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS