Bolsonaro expressa gratidão a Deus

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

O presidente da República, Jair Bolsonaro, relembrou o atentado contra sua vida em Juiz de Fora (MG), no dia 06 de setembro de 2018, quando era candidato ao cargo que conquistou meses depois, e falou sobre o preço da liberdade.

O autor da facada, Adélio Bispo de Oliveira, é um ex-filiado ao PSOL, que foi detido por populares e policiais que eram responsáveis pela segurança do candidato. Atendido na Santa Casa de Misericórdia da cidade, Bolsonaro ficou entre a vida e a morte, mas foi salvo pelos médicos.

Como consequência, desde então Bolsonaro foi submetido a diversas outras cirurgias para corrigir problemas decorrentes do atentado. As investigações sobre a ação do então desempregado Adélio Bispo não revelaram possíveis envolvidos no financiamento às suas viagens e na contratação de advogados renomados.

Hoje, nas redes sociais, o presidente da República reiterou sua gratidão por ter sido salvo da morte: “Há exatos 3 anos tentaram me matar. Agradeço à Deus pela sobrevivência. Hoje, se preciso for, a vida pela liberdade”, escreveu Bolsonaro.

A referência do presidente à liberdade na véspera das manifestações de 7 de setembro, mobilizadas pelo povo numa iniciativa de defesa da Constituição Federal e direitos individuais, como a liberdade de expressão, veio também acompanhada de uma Medida Provisória que protege as publicações nas redes sociais.

A Secretaria de Comunicação da Presidência da República comunicou que “o presidente Jair Bolsonaro acaba de assinar medida provisória que altera o Marco Civil da Internet, reforçando direitos e garantias dos usuários da rede e combatendo ‘a remoção arbitrária e imotivada de contas, perfis e conteúdos por provedores’”.

O texto acrescenta que “a medida ora assinada pelo presidente objetiva maior clareza quanto a ‘políticas, procedimentos, medidas e instrumentos’ utilizados pelos provedores de redes sociais para cancelamento ou suspensão de conteúdos e contas”.

“Além da exigência de justa causa e motivação em caso de cancelamento, suspensão e exclusão de conteúdos e funcionalidades das contas nas redes sociais, o dispositivo prevê ainda direito de restituição do conteúdo disponibilizado pelo usuário na rede. Assim como trabalhou para sempre assegurar o direito de ir e vir dos brasileiros e o direito de trabalhar e colocar comida na mesa da família, o Governo do Brasil segue buscando meios de garantir todas as justas e morais liberdades desta Nação”, finaliza o comunicado.

Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS

Espaço Gospel foi criado com a intenção de reunir o melhor de todo material disponível na rede para ajudar você a se conectar com Deus!