Com pai ausente, Zoe Lilly teve experiência com paternidade de Deus: ‘Senti o abraço Dele’

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

A artista e pastora Zoe Lilly contou seu testemunho de como superou a ausência do pai biológico ao receber a paternidade de Deus numa experiência sobrenatural, no último episódio de seu podcast, nesta segunda-feira (9), em menção ao Dia dos Pais.

Zoe Lilly cresceu sem a figura paterna desde os 5 anos, quando seu pai foi embora de casa e durante os mais de 33 anos ela não o viu mais.  

A pastora relatou um episódio de sua infância quando decidiu participar da apresentação do Dia dos Pais em sua igreja, mesmo não tendo o pai biológico presente na família. Sua mãe, Sara Hayashi, pastora e fundadora da Zion Church, estava preocupada com a filha pela data comemorativa. 

“Dia dos Pais se aproximava e a tensão aumentava ao meu redor. Eu lembro que era sábado à noite e minha mãe perguntou para mim: ‘Amanhã é Dia dos Pais, você tem certeza que quer participar do coral? E para quem você vai dar sua lembrancinha?”, contou Zoe.

A menina, com apenas 6 anos, respondeu com tranquilidade: “Não tem problema mãe! Vou cantar porque ensaiei com o coral e quando acabar eu dou a lembrancinha para alguém que queira, ou pro meu tio ou para você”.

Zoe apenas queria estar participando do coral, junto com as outras crianças. A menina não estava incomodada com sua situação familiar e a pastora Sara ficou bem aliviada com a resposta da filha. Na igreja, as professoras da Escola Bíblica Infantil pareciam estranhar o caso e não saber muito bem como lidar com Lilly.

A maneira tranquila que a menina Zoe lidou com a situação, que poderia ser embaraçosa para outras crianças sem pai, era consequência de uma experiência com Deus que ela havia tido no ano anterior.

Adotada e abraçada pelo Pai celestial

O pai de Lilly havia ido embora de casa no dia do seu aniversário de 5 anos. Dias depois, sua mãe Sara chamou na cozinha ela e seu irmão, o pastor Teófilo Hayashi, para conversar sobre a situação familiar deles.

A pastora Sara explicou para os filhos que o pai não voltaria mais para casa e que a partir daquele momento, Deus seria o pai deles. Naquela noite, no seu quarto, com a simplicidade de criança, Zoe orou: 

“Oi, Deus! Minha mãe disse que a partir de agora você será o meu pai. Se isso é verdade, desce aqui e me dá um abraço?”. 

Naquele mesmo instante a menina teve o primeiro encontro sobrenatural com seu Pai celestial. “Eu senti literalmente mãos gigantescas me apertando. Eu pude então, sentir o abraço de Deus”, relatou Zoe Lilly.

A experiência mudou a vida da artista e sua infância foi muito feliz, mesmo sem a figura paterna. “Aquele amor que senti aos 5 anos de idade permeava tudo o que eu vivia e me fazia acreditar que, realmente, eu não era uma pessoa sem pai. Eu era filha do Deus Pai, que era perfeito”, disse Zoe.

Mesmo ao crescer e passar por desafios emocionais, causados pela ausência do pai, a pastora testemunha que Deus continuou provando seu amor paternal para com ela. “Tive momentos que senti falta da figura paterna e fui levada a ser curada, de pouco em pouco, aprendendo novamente que Deus era sim meu pai”, afirmou Zoe.

A época em que a pastora mais sentiu falta de um pai terreno foi quando lidou com a frustração de um término de noivado, chorando muito, ela orou: “Deus, eu só queria um homem de carne e osso que fosse meu pai para falar que não tem nada de errado comigo e que eu dia eu poderei sim casar”.

Em resposta a sua oração sincera, o Senhor lhe disse: “Mas, filha, eu sou o seu pai. Não sou eu o suficiente?”. Zoe conta que neste momento, ela foi levada novamente àquele mesmo encontro quando tinha 5 anos de idade, onde Jesus, Deus Pai e o Espírito Santo se tornaram mais do que suficientes em sua vida.

Para aquelas pessoas que, assim como ela, não tiveram a presença paterna ou uma paternidade saudável, Zoe Lilly afirma que é preciso ter uma revelação da paternidade de Deus, receber seu amor com fé e sua identidade de filho. 

“Que você seja desafiado a perdoar o pai ausente ou o pai que não te deu o que você precisava, e encarar esse mês do dia dos pais com leveza. Que você possa abrir seu coração e acreditar no amor do Pai, que é derramado sem medidas sobre você. Não existe pai melhor do que Ele”, concluiu Zoe. 

 



Guia me

ÚLTIMOS POSTS