Conhecer e obedecer – Guiame

Você conhece os princípios financeiros da Palavra de Deus? E você obedece a esses princípios?

É aí que está o segredo de tudo: em conhecer e obedecer, ou seja, praticar.

Por que isso é importante?

Veja o que Moisés disse ao povo de Israel: Obedeçam fielmente a todas essas leis, e assim os outros povos verão que vocês são sábios e inteligentes. Quando ouvirem falar dessas leis, eles dirão: “Como é sábio e inteligente o povo dessa grande nação” (Deuteronômio 4.6).

E Moisés prosseguiu: “E será que existe outra grande nação que tenha mandamentos e ensinamentos tão direitos como essa lei que estou lhes dando hoje? (Deuteronômio 4.8)

Não existe nada igual à Palavra de Deus quando o assunto é dinheiro! Você ainda quer continuar administrando o seu dinheiro segundo o padrão do mundo? O que ele tem para oferecer? Descontentamento com aquilo que você tem e maneiras de se endividar pelo resto de sua vida.

Sim, tudo parece muito fácil. Mas no final tudo termina em lágrimas. Seu casamento fica à beira do abismo por conta de suas decisões financeiras. Enfim, tudo o que está fora da Palavra vai aos poucos colocando você em um abismo financeiro.

Mas aqui em Deuteronômio, Moisés oferece ao povo a certeza de que, por meio dos decretos e mandamentos que Deus oferece, tudo seria muito bem conduzido. E sem dúvida a vida financeira estaria dentro desse plano maravilhoso de Deus para o seu povo.

Veja que riqueza extraordinária só nos Dez Mandamentos, resumidos em amar a Deus e amar o próximo. Isso é tudo de bom.

Além disso há muita coisa para aprender não apenas neste livro, mas em toda a Palavra. São os princípios poderosos que deixam você e sua família dentro da vontade de Deus, sem escorregar para aqui ou para acolá. Você não deseja isso?

Uma última coisa que quero destacar é a orientação que Deus deu a Moisés logo em seguida. Veja bem o que ele disse: “Reúna esse povo na minha presença para que escutem o que vou dizer, a fim de que aprendam a temer-me a vida inteira e assim ensinem os seus filhos” (Deuteronômio 4.10).

Note o privilégio que é poder ensinar tudo isso aos nossos filhos. Mas é também uma grande responsabilidade, que você não pode deixar passar.

Conclusão: A Palavra de Deus é o seu porto seguro em termos de orientação financeira. Mergulhe nela, conheça cada princípio e coloque-o em prática. Por último, transmita aos seus filhos tudo o que você está aprendendo, e mesmo que ainda não seja pai ou mãe, passe adiante esse conhecimento.

Por Paulo de Tarso, pastor, engenheiro e mestre em Teologia. Fundador do Ministério Finanças para a Vida, que ensina pessoas de todas as idades a administrar o dinheiro de acordo com a Bíblia. É autor dos livros “Sucesso Financeiro” e da série “Finanças em Ação”.

*O conteúdo do texto acima é uma colaboração voluntária, de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: O deserto financeiro

Guia me

ÚLTIMOS POSTS

Há momentos em que falar é violar o momento, quando o silêncio representa o maior respeito. A palavra para tais tempos é a reverência, e

Leia Mais »