Convertidos, cristãos iranianos fazem batismo em segredo

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

A perseguição religiosa na República Islâmica do Irã é uma das mais acirradas do mundo. Os cristãos de outros países residentes no local conhecem essa realidade, mas os convertidos do islamismo para o cristianismo enfrentam uma repressão muito maior, já que a conversão é vista como uma apostasia inaceitável no mundo islâmico.

Ciente dos riscos que isso representa, um grupo de ao menos 20 cristãos iranianos resolveu viajar secretamente para poder se batizar, cumprindo a ordenança de Jesus Cristo registrada na Bíblia Sagrada.

“A maioria das pessoas neste encontro são artistas, músicos, alguns são produtores de TV, são pessoas muito educadas, são especialistas de diferentes campos da sociedade iraniana”, disse o pastor Amir à CBN News.

Obviamente por razões de segurança, não foram revelados os nomes verdadeiros, nem os rostos dos batizados em Cristo. Eles, porém, testemunharam o quanto o batismo foi significativo em suas vidas.

“Esperei por este dia durante muito tempo. Meu coração estava batendo muito rápido de emoção”, disse um dos batizados. “Senti a presença e o amor incondicional de Jesus Cristo, do qual sempre tive sede, e naquele momento em que estava na água gritei e agradeci a Deus”.

Alguns deles relataram a sensação de dever cumprido e completude após o batismo. Uma jovem de 25 anos que se batizou ao lado de dois irmãos também falou sobre a conquista.

“Este é um dia incrível para nós. É muito bom que estejamos todos juntos como irmãos. Eu me sinto como uma cristã completa”, disse ela. Liberto da dependência química do álcool, outro cristão identificado apenas como Hamza ressaltou algo semelhante.

“A dor e a escuridão da minha vida passada não existem mais. Aqueles dias de falta de moradia e solidão ficaram para trás. Quando fechei os olhos, orei e mergulhei na água, a luz de Deus estava mais visível em minha vida do que nunca. Sempre achei que não era um verdadeiro cristão porque ainda não era batizado. Agora me sinto como um cristão completo”, disse ele.

O esforço feito por esses cristãos para cumprir uma ordenança de Jesus demonstra o valor que deve ter o batismo para os cristãos que vivem em países onde existe liberdade religiosa. Eles são exemplos de fé e amor a Cristo, apesar dos riscos que envolvem essa prática no Irã.

“Convertidos do islamismo para o cristianismo suportam o peso da perseguição, especialmente do governo e em um menor grau de familiares e sociedade. O governo os vê como uma tentativa dos países ocidentais de prejudicar o islamismo e o regime islâmico do Irã”, diz a Portas Abertas.



Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS

0
Adoraria sua opinião, por favor, comente.x
()
x