Crianças sequestradas em escola cristã na Nigéria são libertadas

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Uma parte das crianças, alunos de uma escola cristã, que foram sequestradas na Nigéria no começo desse mês foram libertados pelos criminosos.

Os sequestradores libertaram 28 dos mais de 140 alunos que foram sequestrados no início de julho do Colégio de Ensino Médio Betel Batista, na cidade de Damishi, em Kaduna, região norte do país.

A escola, mantida por uma igreja, foi invadida pelos criminosos armados em 05 de julho. Na oportunidade, os sequestradoras abriram fogo para render os seguranças e raptar 140 alunos. Apesar disso, 25 crianças que estavam no local conseguiram fugir.

De acordo com a revista Christianity Today, os líderes da Igreja entregaram as 28 crianças liberadas aos pais na escola no último domingo, 25 de julho.

Israel Akanji, presidente da Convenção Batista da Nigéria, disse que dezenas de outras crianças ainda estão sendo mantidas em cativeiro. Ao todo, 34 crianças sequestradas já foram libertadas ou escaparam da custódia dos homens armados.

Não está claro quando as outras crianças serão soltas, e qual seu estado de saúde atualmente. Os sequestradores exigiram 500 mil nairas (cerca de R$ 6.300 na cotação atual) por cada aluno.

Akanji disse que a igreja não pagou resgate porque se opõe ao pagamento aos criminosos, mas acrescentou que a igreja não foi capaz de impedir as famílias das crianças de tomarem as medidas que considerem adequadas para garantir sua libertação.

Dois outros estudantes escaparam em 20 de julho, quando receberam a ordem de buscar lenha em uma floresta próxima. Jalige disse que eles estavam sendo submetidos a exames médicos.

Perseguição desgastante

“Os cristãos no estado de Kaduna sofrem muito com as mãos de seus agressores, sejam pastores de gado da etnia fulani, bandidos ou terroristas”, disse Samson Olasupo Ayokunle, presidente da Associação Cristã da Nigéria (CAN) e pastor batista. “Vimos que embora a oração funcione, só a oração não pode fazê-lo porque a fé sem obras é morta”, desabafou.

Um porta-voz da polícia nigeriana, Mohammed Jalige, disse que as forças de segurança e as forças de defesa civil fizeram uma patrulha de rotina em 12 de julho ao redor das florestas perto da aldeia de Tsohon Gaya quando encontraram três crianças sequestradas exaustas, vagando no mato.

O presidente nigeriano Muhammadu Buhari, que venceu as eleições na esperança de enfrentar os desafios de segurança da Nigéria, não tem conseguido muitos avanços na luta contra os sequestros em massa em escolas nigerianas, muito menos para conter grupos extremistas muçulmanos, como o Boko Haram, por exemplo.

A Nigéria lidera o ranking mundial em número de cristãos sequestrados, com 990 casos registrados pela Missão Portas Abertas.

Na edição 2021 da Lista Mundial de Perseguição que a entidade organiza, classificando os 50 países mais hostis para um cristão, a Nigéria entrou no top 10 pela primeira vez, subindo do 12º lugar no ano anterior para a 9ª posição agora.

Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS