“Deus abriu meus olhos para ler a Bíblia”, diz idosa que aprendeu a ler aos 72 anos

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Aos 72 anos, Liu Xiuqin tornou-se aluna da classe de alfabetização na Igreja de Pingliang, na província de Gansu, no norte da China. Feliz pela conquista em tão avançada idade, a irmã Liu agradeceu a Deus. “Antes de morrer, Deus abriu meus olhos para ler a Bíblia”, disse ela.

A igreja começou a turma de alfabetização para idosos e adultos em meados de setembro de 2008, com pouco mais de 20 alunos. Em 2019, com o apoio da Fundação Gan Lin e da Fundação Amity, a igreja ampliou o número de classes para oito, com média de 28 alunos cada. Hoje, no total, há 220 alunos sendo alfabetizados.

A Fundação Amity doou os livros didáticos de alfabetização gratuitos para as classes expandidas de alfabetização. A Igreja de Pingliang forneceu um conjunto completo de livros e materiais escolares, como canetas e borrachas. 

Chen Yan foi a primeira professora da classe de alfabetização e tem ensinado nesta posição há 12 anos. Para o processo de ensino, ela tem usado a Bíblia como seu livro-texto. Eles começam com Gênesis e passam por todos os capítulos a seguir.

“Em termos de métodos de aprendizado, leio os versículos da Bíblia uma vez na aula e depois peço aos alunos que leiam um por um. Então, eu deixo eles escolherem as novas palavras que eles não conheciam”, explica Yan.

“Como o nível de escolaridade de cada aluno é diferente, o número de novas palavras escolhidas também é diferente. Assim, a quantidade de lição de casa que um aluno faz também é diferente. Eles são obrigados a entregá-las no sábado seguinte em sala de aula”, acrescenta.

Então, aos sábados, os alunos conseguem basicamente ler a Bíblia sozinhos, com o texto que aprenderam na semana anterior.


Professora Zhao Cuiping em aula de alfabetização na Igreja de Pingliang, no norte da China. (Foto: Jonah Li/China Christian Daily)

“Quando eu estava corrigindo seus deveres de casa, fui às lágrimas enquanto corrigia um por um”, disse a professora. “Embora tenham mais de 70 anos, as novas palavras do caderno são escritas traço por traço e cada palavra está bem escrita”.

Yang Suping tem 75 anos e se tornou cristã em 2005. No passado, por ser analfabeta, ela não conseguia ler a Bíblia e queria ser como as pessoas que sabiam ler. Desde que ingressou na aula de alfabetização, ela aprendeu não apenas sobre o idioma, mas foi espiritualmente transformada pela sabedoria das Escrituras.

“Li a Bíblia inteira nove vezes desde que aprendi a ler”, disse a idosa. 

Há cinco anos, Suping estabeleceu para si mesma uma nova meta de copiar a Bíblia a cada dois anos. Ela está copiando a Bíblia pela terceira vez. No final de agosto, ela terminou de copiar o Antigo Testamento e pretende terminar a próxima tarefa antes do final do ano.

Outra aluna da classe de alfabetização é Deng Shuying, de 80 anos. Batizado em 1998, ela não sabia ler números, muito menos os caracteres chineses. Depois de ingressar no curso, ela estudou por cinco anos e aprendeu mais de 5.000 palavras. Ela leu a Bíblia três vezes, a maioria sem ajuda. Seu objetivo agora é ler a Bíblia uma vez por ano.



Fonte: Guia-me

ÚLTIMOS POSTS

0
Adoraria sua opinião, por favor, comente.x
()
x