‘Deus é bom e o diabo não presta’, diz Felipe Melo na Libertadores

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Felipe Melo, jogador evangélico do Palmeiras, comemorou a classificação para mais uma final da Copa Libertadores da América afirmando que “Deus é bom e o diabo não presta”.

O time alviverde jogou em Belo Horizonte contra o Atlético-MG, no segundo jogo das semifinais da competição, e arrancou um empate por 1×1, placar que era suficiente para leva-lo à final no dia 27 de novembro de 2021, em Montevidéu, Uruguai.

O volante, que é capitão do Palmeiras, foi ouvido ao final do jogo e reiterou a afirmação que já se tornou característica dele: “Deus é bom, e o diabo não presta”.

Agora, o Palmeiras espera o vencedor de Barcelona SC (Equador) e Flamengo, que ocorre nesta quarta-feira, às 21h30.

O clube paulista soma 15 partidas em sequência de invencibilidade como visitante na Libertadores (dez vitórias e cinco empates), recorde na história da competição, de acordo com informações do GE.

Essa é a sexta vez que o Palmeiras se classifica para uma final da Copa Libertadores. Antes, o time disputou o título nos anos de 1961, 1968, 1999 (quando foi campeão pela primeira vez), 2000 e 2020, quando venceu o Santos FC no Maracanã.

Nas redes sociais voltou a circular um vídeo de março deste ano, quando os jogadores do Palmeiras celebraram uma vitória com a mesma frase, e dentre eles estava o próprio Felipe Melo:

Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS