Dois toques e dois olhares

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Tema: FÉ      

Marcos 8.22-25

Introdução: Muitas vezes não conseguimos perceber as coisas corretamente. Parece que
tudo está obscuro. Os sentimentos são tantos que parece uma mistura de
sensações que não conseguimos entender. Mas Jesus tem paciência conosco e sabe
de nossas limitações (João 16.12).
Um cego foi conduzido a Jesus e não foi curado “imediatamente”
(Marcos 1.18;
5.30,42; 9.20,24; 10.52
) como Marcos gostava de enfatizar descrevendo
as curas no “mesmo
instante”
(Marcos 1.42). Jesus teve que tocar duas vezes
naquele cego que da primeira vez enxergou embaçado e só depois de um segundo
toque conseguir ver nitidamente.


Vamos refletir porque Jesus tocou
duas vezes aquele homem:

1- O primeiro toque e olhar: v.23,24

A primeira vez que Jesus tocou aquele cego aplicando
saliva nos seus olhos teve um resultado parcial de sua cura. O Mestre perguntou
se conseguia ver e ele descreveu sua primeira visão das pessoas como as árvores
que antes apalpava para entender como eram.
Todos entenderam que não estava plenamente curado.
Alguma coisa estava errada. Seria o homem ou Jesus? Talvez o Senhor tenha feito
isso de propósito ou então o homem que realmente ainda não tinha fé suficiente
para ser curado. Acredito que seja as duas coisas, pois Jesus não dependia da
fé do homem para realizar a cura, mas quis dar-lhe a chance de crer para ser
curado. Através daquele ato o cego começou a crer verdadeiramente para receber
o milagre completo.
Quando conhecemos a Jesus, recebemos este primeiro
toque do Senhor. É uma experiência maravilhosa, mas parece que mesmo com nosso
encanto por ver ‘homens como árvores’ ainda estávamos vendo de maneira errada.
Precisamos reconhecer que nossa visão humana e das pessoas é limitada. Deus
sabe o quanto suportamos e por isso vai agindo em nossas vidas nos dando
experiências graduais que acrescentem nossa fé.
O primeiro
toque é para despertar nossa visão espiritual!

2- O segundo toque e olhar: v.25

A segunda vez que Jesus tocou o cego foi para
completar o que começou. Agora podia ver claramente sem confusão. Se o cego em
sua alegria de começar a ver ‘homens como árvores’ tivesse saído correndo,
correria o risco de conversar com árvores e procurar frutos nos pés das
pessoas. Mas ele ficou ali vendo alguém como uma ‘árvore’ especial deixando ser
tocado novamente por Jesus.
Este segundo toque representa a continuação da vida
espiritual. Após o novo nascimento, ou aceitar Jesus, precisamos crescer
espiritualmente abrindo nossa visão de fé. Muitas vezes estamos vendo as coisas
erradas e não permitimos um segundo toque de Jesus, achando que já enxergamos
bem.
Quando não vemos as coisas espiritualmente tudo
parece embaçado. Somente através da fé podemos ver a glória de Deus (João 11.40).
Quando nos convertemos, “andamos por fé e não pelo que vemos
(II Coríntios 5.7).
Por isso a cada dia precisamos dar continuidade a nossa conversão, sendo
sensíveis ao que vemos, reconhecendo nossa visão errada e aceitando os toques
de Jesus.
O segundo
toque é para completar a visão da fé!

Deixe Jesus te tocar novamente!

CONCLUSÃO

O famoso hino que diz “oh, que cego eu andei’ conta
a história da conversão de todos nós que antes de conhecermos a Jesus erámos
cegos e ‘foi ali pela fé que os meus olhos abri”
 [1]
passando a ver espiritualmente.
Aquele cego precisou de dois toques para receber a
cura completa. E você, quantas vezes precisa que Jesus te toque? Não caia no
erro da religiosidade e do engano de seus próprios olhos. Deixe Jesus te tocar quantas
vezes for preciso e abrir completamente sua visão espiritual.
Jesus quer te tocar e abrir seus olhos!



Fonte: Esboçosermão

ÚLTIMOS POSTS

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x