Encontrando Água no Deserto

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Textos: Salmos
63:1-11, 2 Samuel 15:13-30, 16:1-2

Introdução: Esta
noite quero pregar sobre “Encontrar água no deserto”. Davi sabia como
era estar no deserto e estar com sede. No entanto, não era a água ou a bebida
que ele mais desejava, mas era uma sede que só Deus poderia saciar. Na história
desta noite de 2 Samuel 15 e 16 vemos o deserto em que Davi se encontra. Era um
deserto físico, emocional e mental por natureza. Não deve haver coisa mais
horrível do que ver sua própria carne e sangue te apunhalar pelas costas, e é
isso que Davi está experimentando.

I. O Lugar Onde Ele
se Encontra. V. 1

a. Era um lugar de deserção.

Davi tinha grande afeição por seu filho Absalão, mas esse
não era um sentimento reciproco.

Durante esse tempo, Absalão rebelou-se contra o pai e se
proclamou rei! Ele reúne um grande número de seguidores. E por medo de sua
vida, Davi abandonou o trono e deixou Jerusalém. Abandonado por seu filho, ele
vagueia pelo deserto! Você já esteve em um lugar de deserção? Você já sentiu
como se seus amigos tivessem esquecido de você … que até mesmo sua família
abandonou você … você já sentiu como se até mesmo sua fé tivesse falhado com
você?

b. Era um lugar de indigência.

Davi teve que sair da cidade. O golpe é orquestrado pelo
próprio filho. Embora ele ainda seja o rei. Ele é momentaneamente um rei sem
trono. Ao descer pelo vale, ele é amaldiçoado, chamado por nomes e pedras são
atiradas contra ele! É um lugar distante de um trono!

c. Era um lugar de desolação.

Estéril, seco, sem água. Parecia um lugar abandonado por
Deus!

Observe a resposta de Davi nesta terra! Como respondemos
quando chegamos a esses lugares em nossas vidas?

II. A Presença Que
Ele Está Buscando.

a. A precocidade de sua busca.

Precisamos buscar a Deus cedo!

1. Precisamos buscá-lo no início de nosso desenvolvimento.

Eclesiastes 12 – “Lembra-te
também do teu Criador nos dias da tua mocidade”.
É tão vital que alcancemos
e ensinemos os jovens nos primeiros dias do desenvolvimento.

Observe as palavras do salmista no Salmos 90:14 “Sacia-nos de manhã com a tua benignidade,
para que nos regozijemos e nos alegremos todos os nossos dias”

Se quisermos a sua misericórdia cedo, e nos alegrarmos por
todos os nossos dias, então devemos buscá-lo cedo!

2. Precisamos buscá-lo cedo no deserto.

Infelizmente, muitas vezes tentamos consertar as coisas
sozinhos. Voltamo-nos para os outros e, no entanto, esperamos que nada mais
funcione antes de buscarmos a Deus. Quanto tempo poderia ser economizado e
quantos problemas poderiam ser resolvidos se o procurássemos cedo no deserto!

Provérbios 8:17 “Eu
amo aos que me amam, e os que diligentemente me buscam me acharão”.

3. Precisamos buscá-lo cedo no dia.

Todos os dias devemos buscar a Deus no início do dia! Quanto
melhor seriam nossos dias, e muito melhor estaríamos equipados para lidar com o
deserto se começássemos a buscar a Deus cedo todos os dias!

b. A sinceridade de sua busca.

1. Precisamos buscá-lo com frequência.

Lucas 18:1 “Contou-lhes
também uma parábola sobre o dever de orar sempre, e nunca desfalecer”.

1 Tessalonicenses 5:17 “Orai
sem cessar”.

2. Precisamos buscá-lo fervorosamente.

Tiago 5:16 “A
súplica de um justo pode muito na sua atuação”

3. Precisamos buscá-lo fielmente.

Mateus 8:5-13 – A história do centurião. A resposta de
Jesus. “Em verdade vos digo que a ninguém
encontrei em Israel com tamanha fé”

c. A expectativa de sua busca. V. 2

1. Ele deseja ver o poder de Deus.

2. Ele deseja ver a glória de Deus.

3. Ele deseja ver o santuário de Deus.

Davi deseja ver o poder de Deus e a glória de Deus como
antes no santuário.

III. O Louvor Que Ele
Está Cantando.

a. Ele louva a Deus com seus lábios.

Davi está num deserto e ainda canta uma canção ao Senhor.
Ele louva-o com os seus lábios! Lembre-se das palavras de Paulo.

Efésios 5:18-20 18
E não vos embriagueis com vinho, no qual há devassidão, mas enchei-vos do
Espírito, 19 falando entre vós em salmos, hinos, e cânticos espirituais,
cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração, 20 sempre dando
graças por tudo a Deus, o Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo”.

b. Ele louva a Deus com suas mãos levantadas.

c. Ele louva a Deus com sua vida.

Fonte: Esboçosermão

ÚLTIMOS POSTS