Escatologia (Parte 4) – O arrebatamento da igreja e a ressurreição dos santos

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Textos: 1 Tessalonicenses 4.13-18; 1 Coríntíos 15.51-53

I.) A Sequência do Arrebatamento
1.) “… o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem …” (v. 16) – Esta palavra de ordem dada pelo Senhor possivelmente se refira à ressurreição dos mortos e ao traslado dos vivos.
2.) “… ouvida a voz do arcanjo …” (v.16) – Visto que Miguel é o líder dos anjos em sua oposição a Satanás, talvez ele esteja presente aqui, para anunciar o triunfo e a vitória.
3.) “… ressoada a trombeta de Deus …” (v. 16) – Ver 1 Co 15.52 e Mt 24.31
4.) “… o Senhor mesmo … descerá dos céus … Deus, mediante Jesus, trará, em sua companhia, os aue dormem …” (v. 16 e 14) – Isso se relaciona aos crentes que morreram. A referência à morte do salvo como “dormir” é usada para enfatizar a natureza temporária de tal acontecimento. Quando um crente morre, sua alma vai diretamente para o paraíso (2 Co 5.6-8). Por ocasião do Arrebatamento da Igreja, Paulo declarou que Jesus trará em sua companhia as almas dos que dormiram. Isso, porque Cristo fará reviver dentre os mortos os corpos dos crentes que faleceram, e suas almas se integrarão a seus corpos ressurretos.
5.) “… os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro …” (v. 16) – Segundo a Escritura, haverá uma ressurreição do corpo, isto é, não uma criação inteiramente nova, mas um corpo que será, num sentido fundamental, idêntico ao corpo atual. Deus não vai criar um novo corpo para cada ser humano, mas vai ressuscitar o próprio corpo que foi depositado na terra (ver Rm 8.11; 1 Co 15.53). Ao mesmo tempo, a Escritura deixa perfeitamente evidente que o corpo passará por grande mudança (1 Co 15.42-44). Essa mudança oü transformação não é incoerente com retenção da identidade. Um corpo idoso é exatamente o mesmo de quando nasceu do ventre materno; é o mesmo corpo que passou por transformações. Haverá certa conexão física entre o corpo antigo e o novo, mas não nos é revelada a natureza dessa conexão. A doutrina da ressurreição é ensinada no Antigo Testamento (Jó 19.25-27; Is 26.19; Dn 12.2) e no Novo Testamento (Mt 22.23-33; Jo 5.25-29; 6.39,40,44,54; 11.24,25; 14.3; 17.24; 1 Co 15).
6.) “… depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares …” (v. 17) – A natureza do corpo transformado (1 Co 15.52) será a mesma dos corpos ressurretos. Em termos práticos, toda essa sequência deverá ocorrer instantaneamente. (Ver 1 Co 15.51-52).
7.) “… e, assim, estaremos para sempre com o Senhor” (v. 17).

II.) A Ocasião do Arrebatamento
Existem vários pontos de vista sobre este ponto. Vejamos:
1.) Pré-tribulacionismo – Assegura que o arrebatamento da igreja ocorrerá antes do começo da grande tribulação, significando que a igreja não passará por este período de grande sofrimento. Vê a segunda vinda de Cristo ocorrendo em duas fases: na primeira Cristo vem para a igreja, para removê-la do mundo. Na segunda fase, Cristo chega com a igreja, para iniciar o milênio.
2.) Mid-tribulacionismo – Assegura que o arrebatamento da igreja ocorrerá na metade da grande tribulação, significando que a igreja não experimentará a última metade deste período quando o sofrimento será mais severo.
3.) Pós-tribulacionismo – Assegura que o arrebatamento da igreja ocorrerá após a grande tribulação, significando que a igreja estará na terra durante este período de sete anos. Vê o arrebatamento da igreja e a segunda vinda de Cristo como um evento único.

Visite o Site do Pr Ronaldo em http://www.ronaldoguedesbeserra.com.br

Sobre Cristianismo Total

Cristianismo Total é um blog evangélico que tem como objetivo difundir a fé Cristã, que é a mensagem através da qual o Deus Eterno se revelou à humanidade.

Fonte: Cristianismo Total

ÚLTIMOS POSTS

0
Adoraria sua opinião, por favor, comente.x
()
x