Escola restabelece nomes de feriados seculares e religiosos após críticas de pais

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

O Conselho de Educação Randolph de Nova Jersey decidiu alterar o calendário escolar novamente, desta vez para restabelecer nomes de feriados como “Natal” e “Ação de Graças”. A decisão veio logo depois das críticas por parte dos pais.

O conselho ganhou as manchetes nacionais, na semana passada, quando declarou que retirou os nomes dos feriados e os substituiu por “dia de folga” porque acreditava que nomes neutros não iriam “ferir os sentimentos de ninguém”. 

Diminuição dos significados históricos

“Eliminar os feriados tradicionais do calendário escolar não é apenas um insulto, mas também envia uma mensagem errada aos nossos alunos. Diminui o significado dos eventos históricos”, disse o morador de Nova Jersey, Jack Murray, ao CBN News . 

A decisão de remover nomes de feriados como “Natal” e “Ação de Graças”  foi finalmente revertida com uma votação de 8-1 depois que pais e membros da comunidade posicionaram-se claramente sobre suas preocupações.

Uma petição da Change.org  foi até montada por residentes do município de Randolph, que acusaram o Conselho de Educação de Nova Jersey e seu superintendente, Jen Fano, de terem prejudicado a comunidade. 

A petição, que foi assinada por mais de 4.600 pessoas, dizia que a diretoria e Fano “representam tudo o que há de errado na educação hoje e são completamente incompetentes em todos os aspectos de sua função”.

“Eles nos chamaram de “fanáticos de direita”

“Verdade seja dita, eles perderam a confiança de nossa comunidade”, disse Tom Tatem, pai de quatro filhos e residente de Randolph, à Fox News. 

Até o senador do estado de Nova Jersey, Anthony Bucco, falou contra a mudança dos nomes dos feriados, especificamente os religiosos. Outro pai, James Jacobi, disse ser grato pela vitória que alcançaram ao expressar suas preocupações ao conselho escolar.

“Não se trata de fazer barulho para conseguir o que se quer, mas de ter transparência e responsabilidade, além de ser colaborativo com a cidade em que você mora”, explicou.

Outro pai, Michael Viespoli, porém, disse que está preocupado porque, embora o conselho escolar tenha cedido desta vez, ele ainda tem uma agenda a seguir. Viespoli lembrou que os membros chegaram a chamar os pais de “fanáticos de direita”, durante a reunião.



Guia me

ÚLTIMOS POSTS