Ex-astro da NFL descobriu seu chamado nas selvas das Filipinas: “Deus abriu meus olhos”

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

O ex-astro da NFL, Tim Tebow, pregou na Conferência Passion, que acontece todos os anos nos Estados Unidos. Lá, ele lembrou que todos os cristãos têm um mesmo “macro-propósito” de amar a Deus e ao próximo, mas cada um tem um “micro-propósito” diferente, projetado por Deus para boas obras.

O atleta de 34 anos falou a milhares de jovens no Estádio Mercedes-Benz, sediado em Atlanta, lembrando que “cada um de nós recebeu uma missão de Deus”.

“No macro, eu acredito que cada um de nós tem a mesma missão: Amar o Senhor seu Deus com todo o seu coração, alma e força e amar o seu próximo como a si mesmo. Mas eu também acredito que cada um de nós temos uma micro-missão: algo que Deus projetou exatamente para você”, afirmou.

Tebow lembrou que descobriu sua missão aos 15 anos, durante uma viagem missionária às selvas das Filipinas. Lá, ele conheceu um menino que nasceu com os pés para trás, que era visto como “amaldiçoado” por sua aldeia, por causa de sua deformidade.

“Deus abriu meus olhos e tocou meu coração. Eu acredito que naquele dia, Deus me deu uma micro-missão de lutar por cada menino e menina ao redor do mundo como ele, de lutar por cada pessoa que o mundo ignorou, de lutar por cada pessoa que outras pessoas dizem ‘eles não importam’. Porque para Deus, todos são importantes”, declarou o atleta.

O atleta se envolveu em várias ações sociais por meio de sua Fundação Tim Tebow, incluindo uma parceria com a CURE International para construir o Hospital Tebow CURE em Davao City, nas Filipinas. 

O hospital é especializado em ajudar crianças com pé torto, pernas arqueadas, fenda palatina e outras anormalidades tratadas rotineiramente no mundo ocidental. O hospital foi inaugurado em 2015.

A Fundação Tim Tebow também possui programas que beneficiam crianças com necessidades especiais e ativistas contra o tráfico de pessoas. 


O ex-astro da NFL criou uma fundação e um hospital nas Filipinas. (Foto: Tim Tebow)

Quando Deus abre os olhos

O bicampeão de futebol americano compartilhou sua própria experiência de conversão. Ele contou que, quando menino, ia à igreja e participava dos estudos bíblicos. Mas foi só quando percebeu que não era “bom” é que reconheceu sua necessidade de um Salvador.

“Eu não conseguia dormir. Acordei cedo na manhã seguinte e corri para minha mãe e disse: ‘Mãe, tenho que pedir a Jesus para entrar no meu coração’”, contou ele. “E ela disse: ‘Tá bom, vou chamar o seu pai.’ E eu disse: ‘Não, não temos tempo.’ Então, minha mãe se ajoelhou ao meu lado, no oeste de Jacksonville, na Flórida, e pedi a Jesus que entrasse em meu coração. E Ele entrou.” 

Naquele momento, o filho dos missionários disse que passou das trevas para a luz e foi adotado pela família de Deus. “A Igreja não é um museu para pessoas boas; é um hospital para pessoas quebradas. Eu estava quebrado e precisava de um Salvador”, afirmou.

Tebow também lembrou que nem todos ficarão “maravilhados” com o Evangelho e advertiu: “Provavelmente haverá algumas pessoas que não vão gostar de você ou que vão te desprezar. Essa não é a questão. A questão é: como você responderá?”

Ele finalizou: “Enquanto você tiver respiração, você tem um propósito. Enquanto você tiver fôlego, você tem uma missão. Eu acredito que Ele tem uma missão especial reservada para você. Como você responderá quando Ele abrir os seus olhos?”

Guia me

ÚLTIMOS POSTS