‘Faz tempo que vem com teologia deturpada’, diz Malafaia sobre Kivitz

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

A afirmação do pastor Ed René Kivitz sobre a “insuficiência” da Bíblia e uma suposta necessidade de atualização gerou enorme repercussão no meio evangélico, com a ampla maioria dos líderes das igrejas reprovando a declaração. Esse também foi o caso do pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC).

O pastor enfatizou que não há margens para debates sobre uma “atualização”, como propôs Kivitz, pastor da Igreja Batista de Água Branca (IBAB): “A Bíblia é o único livro que possui os quatro pilares do conhecimento: científico, teológico, empírico e filosófico. […] A Bíblia é um livro tão atual que fala do passado, presente e futuro, e fala de um futuro que ninguém fala: tanto do futuro do homem na terra, a partir do momento que ele tem um encontro com Cristo, e é transformado pelo poder do Evangelho, quanto do futuro eterno”

“Esses hereges que dizem que a Bíblia tem que ser atualizada… A Bíblia é tão atual que há quase dois mil anos atrás a Bíblia já falava deles. II Coríntios 2:17; 4:2, a Bíblia fala dos falsificadores da Palavra”, disse Malafaia, acrescentando que Mateus 24:37 “diz ‘assim como nos dias de Noé, assim também será a vinda do Filho do Homem’”, em referência ao pecado.

“Olha que coisa incrível! Você sabia que o que muda, depois da queda do homem, é a tecnologia, o conhecimento da ciência. Mas, o homem é a mesma coisa. Tanto a depravação moral dos dias de Noé, é a depravação moral no tempo da volta de Cristo”, sublinhou.

O incômodo com a severidade bíblica é algo que ocorre àqueles “que não foram transformados pelo poder do Evangelho”, disse o pastor. “Querem transformar o Evangelho para se adaptar à sua vida de pecado e iniquidade. Que conversa fiada é essa de um camarada vir dizer… A primeira afirmação, terrível. Homossexualidade. O cara diz que a prática homossexual é uma condição e não comportamento. Onde? Nem na ciência, nem na Bíblia”, esbravejou Malafaia.

Sobre a alegação de Ed René Kivitz sobre a Bíblia abordar a homossexualidade em “apenas dois ou três textos”, Malafaia questionou: “E os que se prostituem, que estão dentro da igreja? Relação sexual entre solteiros. E os adúlteros, que estão dentro da igreja? Então vamos adaptar a Bíblia à vida de pecado. Ao invés de a Bíblia trazer um Evangelho que transforma, que liberta, que muda, nós vamos ter um evangelho adaptado”.

“O cara foi tão covarde que usou um texto de Levítico, que não tem nada a ver com o Novo Testamento, para tentar consubstanciar a sua heresia. É cínico, porque sabe o que estava fazendo. Agora, o que eu acho interessante [é que dizem que] ‘Jesus nunca falou sobre isso’. Não? Marcos 10:6-9 Jesus ratifica a criação. ‘Porque desde o princípio Deus fez macho e fêmea. Deixará o homem seu pai e sua mãe, unir-se-á à sua mulher e serão uma só carne’. A única relação sexual permitida no Novo Testamento é do homem com a mulher no casamento”, argumentou.

“Não vem pra cá gravar vídeo dando uma de vítima para tentar se justificar, porque há muito tempo esse camarada vem com uma teologia deturpada. A Palavra de Deus é viva e eficaz, inerrante, não precisa ser atualizada por homem nenhum para adaptar à vida de pecado das pessoas”, concluiu.



Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x