Flordelis exibe tornozeleira a fiéis em culto: ‘Isso não comprova nada’

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

A deputada federal Flordelis (PSD-RJ) está usando uma tornozeleira eletrônica por determinação da Justiça desde o último dia 08 de outubro, e durante um culto na igreja que dirige, exibiu o equipamento de monitoramento aos fiéis.

Flordelis é acusada de cinco crimes, todos relacionados com a morte do marido, pastor Anderson do Carmo. A Justiça determinou o uso da tornozeleira depois que uma testemunha de acusação relatou um atentado a bomba e acusou pessoas ligadas à parlamentar, que teriam tentado intimida-la.

O culto, realizado no final de semana, contou com uma ministração de Flordelis, que ergueu parte da saia para exibir a tornozeleira aos fiéis: “Mostra aqui”, disse ela para a pessoa que filmava sua apresentação. “Isso não comprova nada”, acrescentou, no ritmo na música O Sonho Não Morreu.

Flordelis compareceu à Secretaria de Administração Penitenciária (SEAP), em São Gonçalo, na Região Metropolitana do RJ, para colocar a tornozeleira eletrônica no último dia 08 de outubro. Ela havia recebido a intimação na noite anterior e deveria comparecer em até 48 horas, conforme determinação do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ).

A Seap informou que a deputada “recebeu as orientações necessárias e cumpriu todos os trâmites de praxe para o cumprimento da decisão judicial“. No primeiro sábado do mês, dia 03 de outubro, a Justiça fluminense autorizou o uso de força policial para intimar Flordelis a utilizar tornozeleira eletrônica após não conseguir localizar a deputada em sua casa no RJ ou em Brasília, de acordo com informações do portal Uol.

Além do uso da tornozeleira eletrônica, Flordelis está submetida ao recolhimento domiciliar noturno em sua casa, o que a obriga a ficar no endereço entre 23h00 e 06h00. Antes de colocar o equipamento, a defesa da deputada tentou recorrer na Justiça contra o monitoramento, mas teve o pedido negado.

Os demais acusados pelo crime, incluindo sete filhos do casal, estão presos preventivamente. Como possui mandato eletivo, Flordelis não pôde ser presa antes do julgamento.



Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS

0
Adoraria sua opinião, por favor, comente.x
()
x