Franklin Graham diz que os tiroteios nos EUA têm uma raiz espiritual: ‘Tiramos Deus das escolas e dos lares’

Franklin Graham, evangelista americano, filho do saudoso Billy Graham

O evangelista Franklin Graham diz que o abandono de Deus pela América e sua adoção do entretenimento violento são os culpados por uma série de tiroteios em massa, incluindo o tiroteio em uma escola primária de Uvalde, Texas, que deixou 19 crianças e dois professores mortos.

Graham fez os comentários no Facebook na quarta-feira, 1º de maio, dois dias depois que o presidente Biden fez comentários interpretados por muitos como apoiando a proibição de alguns tipos de armas de fogo e no mesmo dia em que mais um tiroteio, aconteceu, assustou os americanos. Desta vez o ataque aconteceu em um hospital em Tulsa, Oklahoma.

“O presidente Biden e seu governo querem proibir certas armas de calibre”, escreveu Graham . “Isso não vai ajudar o problema. O que faria a diferença é a proibição de todos os filmes, programas de televisão e videogames que retratam graficamente violência armada, sangue e morte. Somos uma nação viciada em violência – e eles chamam isso de entretenimento. Até que resolvamos esse problema, veremos mais e mais desses tipos de incidentes trágicos em nossa nação.”

A nação, Graham disse, tem um problema espiritual.

“Nós tiramos Deus das escolas e a maioria dos lares está deixando Deus fora da criação de seus filhos”, disse Graham. “Ele é a solução. Quanto mais viramos as costas para Deus e Sua Palavra, mais problemas temos como indivíduos e como nação.”

Nesta quinta-feira, 2, um homem atirou e matou duas mulheres no estacionamento de uma igreja no estado de Iowa, nos Estados Unidos e depois apontou a arma para si mesmo e disparou, disse a polícia. O ataque acrescenta mais três mortos a uma série de tiroteios recentes que abalou o país.

Segundo o The Guardian, desde janeiro, houve 12 tiroteios em que quatro ou mais pessoas foram mortas. Os dados de assassinatos em massa são da Associated Press/USA Today/Northeastern University. Esses tiroteios deixaram 76 mortos, incluindo 31 adultos e crianças em Buffalo e no Texas. O número de mortos não inclui os suspeitos.

Folha Gospel com informações de Christian Headlines e CNN



Folha Gospel

ÚLTIMOS POSTS