Homem armado ameaça fiéis, mas pastor o derruba e impede massacre

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Um homem armado invadiu um culto no último domingo, 07 de novembro, e foi impedido de causar um massacre pelo pastor, que aproveitou um momento de distração e o derrubou, conseguindo desarma-lo em seguida.

O caso foi registrado na cidade de Nashville, Tennessee (EUA), e o pastor está sendo considerado um herói, já que no momento que o agressor sacou a arma, havia 68 pessoas presentes no culto.

Como o pastor da Igreja Pentecostal Nashville Light Mission agiu a tempo, nenhum tiro foi disparado e o homem, identificado como Dezire Baganda, 26 anos, foi levado preso pelo Departamento de Polícia Metropolitana de Nashville.

Em depoimento à Polícia, Baganda afirmou que era Jesus e que “todas as igrejas e escolas precisam ser baleadas”. Agora, ele foi indiciado por 15 casos de agressão agravada, e outras acusações podem ser feitas contra ele na Justiça.

Ontem, 08 de novembro, a fiança para que Baganda enfrente o processo em liberdade foi estabelecida: US$ 375 mil (aproximadamente R$ 2 milhões na cotação atual), de acordo com informações do jornal USA Today.

O pastor que derrubou o agressor foi identificado como Ezekiel Ndikumana por um fiel da igreja Igreja Pentecostal Nashville Light Mission, que concedeu declarações à imprensa expressando sua gratidão a Deus pelo desfecho sem feridos.

“Deus estava cuidando de mim e de todos os outros no prédio”, disse Nzojibugami Noe, que integra o ministério de louvor e se sentou na primeira fila do templo e testemunhou o incidente de perto.

O porta-voz da polícia metropolitana, Don Aaron, disse que o pastor estava orando com vários membros no altar enquanto o homem armado estava sentado em uma fileira a seu lado direito.

Ele aproveitou um momento de oração, quando o pastor chamou pessoas à frente do púlpito, para subir e tirar a arma da cintura, fazendo ameaças. Pessoas começaram a deixar o local, mas enquanto Baganda se distraía com a movimentação, o pastor Ndikumana se esgueirou por trás dele e o agarrou, derrubando-o.

“Depois de tirar uma cadeira do caminho, ele correu e agarrou o suspeito, levando-o ao chão”, disse Aaron. Outros se juntaram para ajudar a desarmá-lo e o grupo o segurou até que os oficiais chegassem, acrescentou o representante da Polícia.

O pastor Ndikumana lidera a congregação desde 2009, depois de imigrar para os Estados Unidos em 2007 do Burundi. Noe define a postura dele como heroica: “Aconteceu muito rápido. Ele se esgueirou bem atrás de mim assim que se levantou e se desviou para a esquerda fingindo que ia sair, então rapidamente o alcançou … Foi muito incrível”.

Em dezembro de 2019, um caso semelhante foi registrado no Texas, quando um diácono treinado e armado impediu que um atirador que abriu fogo durante o culto continuasse os disparos. Na ocasião, dois fiéis morreram, mas o diácono acertou um tiro na cabeça do agressor e impediu um massacre.

Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS