Homem esfaqueia esposa em discussão para impedi-la de ir à igreja

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Uma mulher foi esfaqueada várias vezes por seu marido após uma discussão do casal sobre a ida dela à igreja para o culto de Dia das Mães. O caso, registrado no Texas, é bastante semelhante ao ocorrido em Minas Gerais no último domingo, 09 de maio, mas com desfecho diferente.

O acusado do crime é Rodolfo Madera Gonzalez, de 43 anos, que está sendo procurado pela Polícia. O xerife do condado de Nacogdoches pediu ajuda da população para localiza-lo.

“O suspeito da investigação foi identificado como Rodolfo Madera Gonzalez, que brigou com a esposa no Dia das Mães porque ela queria ir à igreja. A discussão aumentou, e Gonzalez é acusado de esfaquear sua esposa com uma chave de fenda inúmeras vezes na frente e nas costas de seu corpo”, disse o comunicado da Polícia.

A esposa de Gonzalez foi levada às pressas para um hospital onde está em condições estáveis. Seu marido teria escapado em uma picape. O xerife Jason Bridges disse ao portal The Christian Post que eles não podem divulgar mais detalhes sobre o caso porque ele continua sendo procurado.

“Houve uma discussão… ela queria ir à igreja, uma discussão irrompeu. Tenho certeza de que havia outras coisas envolvidas, mas ele acabou esfaqueando-a. Não podemos divulgar mais informações sobre o caso porque se trata de uma investigação criminal em andamento e ainda estamos tentando colocar o suspeito sob custódia”, disse Bridges.

O xerife condenou as ações de Gonzalez, dizendo que o ataque foi “brutal”: “Temos uma mãe que foi esfaqueada pelo marido. Independentemente do que a discussão acabou ou não, foi um ataque brutal e não deveria acontecer, não importa o que eles estivessem discutindo”, acrescentou.

Violência na pandemia

Um relatório recente divulgado pela Comissão Nacional sobre COVID-19 e Justiça Criminal dos Estados Unidos mostra que os incidentes de violência doméstica aumentaram 8,1% após a imposição de ordens de bloqueio durante a pandemia de 2020.

“Nossa análise confirma os temores iniciais que tínhamos no início da pandemia”, disse Alex R. Piquero, presidente do Departamento de Sociologia da Universidade de Miami e principal autor do relatório. “Embora mais pesquisas sejam necessárias para nos ajudar a entender melhor a teia de fatores subjacentes a esse aumento na violência doméstica, nossas descobertas demonstram que os impactos de isolamento da pandemia aumentam o risco para vítimas em potencial”, acrescentou.

Preso na igreja

No Brasil, um marido ameaçou matar a mulher com uma faca porque ele não queria que ela fosse ao culto no último domingo. A Polícia Militar foi acionada pela primeira vez às 17h30, quando a vítima, de 32 anos, ligou para o 190 relatando que seu marido, de 42 anos, estava dizendo que não queria que ela fosse ao culto enquanto ela se arrumava e havia pego uma faca.

Logo em seguida, a mulher tentou tirar a faca do marido, e nesse momento, ele feriu a própria mão, o que a assustou e fez correr para o quintal no fundo da casa, na cidade de Itacarambi, região norte de Minas Gerais.

Uma nova ligação para o 190 foi feita, e o homem percebeu que a Polícia havia sido chamada e decidiu atirar a faca no telhado e fugir depois de reiterar a ameaça de morte. A evangélica aproveitou que o marido não estava em casa e terminou de se arrumar e saiu, indo para a igreja.

Pouco depois, os demais fiéis fizeram nova ligação ao 190 relatando que o marido da vítima estava na porta do templo, reiterando as ameaças de morte aos gritos.

Testemunhas disseram que o homem aparentava estar embriagado e só então uma viatura da PM chegou ao local e efetuou a prisão em flagrante, após uma tentativa de resistência por parte do agressor. Os policiais se viram obrigados a fazer uso da força e o conduziram para a Delegacia de Plantão de Januária, onde o Boletim de Ocorrência foi registrado.

Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS