Homem que “não via sentido na vida” se rende a Cristo com devocional

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

O devocional é uma prática que deve ser constante na vida de qualquer cristão. Ele tem como objetivo “alimentar” o espírito mediante a leitura da Palavra de Deus e das orações, algo que um homem de 77 anos que já “não via sentido na vida” descobriu aos poucos.

Francisco Rodrigues Mesquita acredita que passou por um período de depressão, pois nada do que vivia parecia ser o suficiente para lhe motivar, apesar de ter uma família e coisas de grande importância.

“Não via sentido na vida, nas coisas, nas pessoas, tinha vontade de sumir, tinha muitos pensamentos negativos”, disse ele. “Por mais que amasse minha família, não tinha coragem de falar com eles sobre o que estava sentindo, não sabia expressar esse sentimento que dominava meu coração.”

Felizmente, o senhor Francisco teve a oportunidade de conhecer o verdadeiro sentido da vida quando ganhou de presente da sua filha um “livrinho” do Pão Diário, material produzido por uma organização missionária que distribui o material dentro e fora do Brasil.

Apesar de ter ignorado inicialmente o material, o idoso resolveu iniciar a leitura durante uma viagem em família, e assim tomou gosto pela rotina do devocional, o que aos poucos foi lhe transformando.

“Fui percebendo que, a cada dia que passava, minhas forças iam voltando, se renovando e quando percebi, aquele sentimento que me angustiava não fazia mais parte da minha vida”, disse ele em um testemunho publicado pela Igreja Batista Atitude.

A transformação do seu Francisco, contudo, foi completada quando ele também entendeu que precisava fazer parte do corpo de Cristo, ou seja, da Igreja Cristã, passando a viver em comunhão com os demais irmãos na fé.

“Ao retornarmos dessa viagem, continuamos lendo o livro e orando pela manhã. Até que senti no meu coração de visitar a célula que minha filha frequentava e depois, a igreja também”, disse ele.

“Os cultos, a Palavra, toda atmosfera de amor, acolhimento foi abrindo meus olhos e pude enxergar o quanto Deus é bom e o quanto Ele me ama e nunca me abandonou!”, conclui o idoso.



Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x