Igreja Mundial é multada em R$ 150 mil por aglomeração durante culto

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Um culto realizado pela Igreja Mundial do Poder de Deus em Curitiba (PR) foi encerrado pela Polícia Militar após ser constatado que as medidas sanitárias de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus não estavam sendo cumpridas. A instituição liderada por Valdemiro Santiago foi multada em R$ 150 mil.

O templo da Igreja Mundial, localizado na Avenida do Batel, reunia mais de 2,5 mil pessoas na última quarta-feira, 24 de fevereiro. Chamado de Noite do Abraão, o culto contava com um palco montado exclusivamente para a ocasião, e foi denunciado por vizinhos.

De acordo com informações do portal Tribuna PR, a operação da Ação Integrada de Fiscalização Urbana (AIFU) chegou ao endereço e constatou que o local possui estrutura para lotação de até 1.200 pessoas. Embora a maioria dos fiéis usassem máscaras, havia aglomeração com muitas pessoas em pé, sem distanciamento.

O evento foi encerrado de imediato pela Polícia Militar e fiscais da prefeitura, e os organizadores receberam multas e notificações que, somadas, chegam a R$ 150 mil. Ao todo, foram três notificações no valor de R$ 50 mil cada, relacionadas à promoção de eventos, aglomeração e falta de distanciamento.

Muitos dos fiéis, ao deixarem o local, se dirigiram a ônibus estacionados nas redondezas, com placas do interior do Paraná. Muitos dos passageiros eram idosos e crianças.

A PM conduziu os pastores da Igreja Mundial ao Primeiro Comando da Polícia Militar, onde assinaram um termo circunstanciado. Em seguida, os líderes neopentecostais foram liberados.



Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS