igreja pressiona fiéis e diz que recusa à vacina é pecado

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Igreja Ortodoxa da Rússia pediu a todos os fiéis que se vacinem contra a covid-19, e afirmou que a recusa à aplicação do imunizante é equiparável a um pecado.

Durante um pronunciamento na televisão estatal, o metropolita Hilarion, chefe do departamento de Relações Exteriores da igreja do Patriarcado de Moscou, declarou que as pessoas que rejeitam a vacina estão em pecado.

“Um pecado pelo qual terão que se penitenciar ao longo da vida”, disse ele. “Vejo todo dia situações nas quais as pessoas visitam um padre para confessar que se recusaram a se vacinar, ou aos seus entes próximos, e causaram uma morte inadvertidamente”, acrescentou.

Na visão do representante da Igreja Ortodoxa da Rússia, ”o pecado é pensar em si mesmo, mas não em outra pessoa”, resumiu.

A situação do país na pandemia é bem menos aguda que a enfrentada por países como Estados Unidos (33 milhões de casos), Índia (30 milhões) e Brasil (18 milhões). Dados oficiais apontam 5,6 milhões de casos na Rússia.

De acordo com informações da agência Reuters, vem sendo registrado um novo salto de infecções e mortes no território russo. Outros 24.353 casos novos de Covid-19 foram registrados nesta segunda-feira, sendo 6.557 em Moscou, a capital.

A força-tarefa do governo para o combate ao novo coronavírus reportou 654 pessoas morreram de causas ligadas ao vírus entre domingo e segunda-feira, 05 de julho, o que eleva o número nacional oficial para 138.579.

Entretanto, a agência federal de estatísticas mantém uma contagem separada dos dados oficiais e diz que o país já soma cerca de 270 mil mortes relacionadas à covid-19 entre abril de 2020 e abril de 2021.

Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS