Já é hora! – Verbo da Vida

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

por Isaías Cunha
*Pastor da Igreja Verbo da Vida no Distrito

Você pode orar em outras línguas? Você foi ensinado semana passada sobre batismo no Espírito, é uma ótima oportunidade de colocar em prática!

Já é hora de colocar em prática o que sabemos. O que Cristo compartilhou com a Igreja através da sua vida. Quem fala em outras línguas edifica sua vida!

Já e hora de despertamos do sono, porque a nossa salvação está mais perto do que conhecemos. Que tempo estamos vivendo que está ao nosso redor. Discernir as notícias, julgar pela Palavra e por conhecermos o futuro iremos discernir as notícias, as palavras… Conhecemos o tempo e conhecemos o futuro pela Palavra. Iremos dizer que isso é só um rumor. Já é hora de despertarmos do sono, porque a nossa salvação está mais perto do que no início cremos! Nós somos a Igreja de Cristo na terra, sem marca, sem culpa, madura!

Sabe que essa palavra Já e hora é uma palavra boa? Eu quero que você saia encharcado essa noite dessa palavra: já é hora!

“E digo isto a vós outros que conheceis o tempo: já é hora de vos despertardes do sono; porque a nossa salvação está, agora, mais perto do que quando no princípio cremos” (Romanos 13.11).

Como o Espírito vai se mover no nosso meio, dando lugar ao Espírito. Se der lugar ao Espírito Ele se move. Agora vamos falar algo importante sobre esse tema de mover no Espírito: já é hora de ter uma vida mais consagrada e a Igreja somos nós! Consagração é um lugar onde o Espírito vai se mover.

A medida das manifestações do Espírito é na medida da nossa consagração. Eu não sei você, em que ano esse livro do Irmão Kenneth Hagin foi publicado, mas eu percebo que é pra hoje! Já fez você meditar sobre sua vida? Eu estou disposto a deixar tudo ou quase tudo no altar? Ainda existe esse lugar na nossa vida que não podemos entregar a Ele? O que temos é tão precioso que precisamos deixar Ele de fora? Com uma vida consagrada em casa você terá experiências individuais no seu quarto. A tampa da chaleira vai voar…

A vida cristã é um conjunto. Não é só vir para o culto. Vir para o culto não é tudo, mas não vir para o culto quer dizer muita coisa! Porque a vida cristã é um conjunto, é completa.

A proposta é essa. Vamos vir à igreja porque é bíblico, porque vou ser aperfeiçoado para um bom serviço. É  em um culto coletivo que, como o Pr. João Roberto costuma dizer, você vai receber a unção coletiva, unidade.

O Irmão Hagin não saia correndo do culto para comer uma pizza. Ele não estava preocupado em sair correndo. Ele orava e cantava. Eu não estou falando aqui sobre um modelo de culto, estou falando aqui sobre atitude. Ainda tiveram tempo de agradecer a Deus pelas bênçãos alcançadas. Fui curado, fui fortalecido pelo meu eu interior. Eles cantavam, e cantavam essa canção: Obrigada Senhor por você ter nos aceitado, por num caminho novo termos acesso a Ti!

Quantos estão dispostos a deixar tudo? Porque isso é vida consagrada. Não tem como perder com Ele. Deixar tudo, entregar tudo. Como perder? Veja a quem você está entregando tudo? Tudo é d’Ele. Estamos seguindo o Senhor por conta de um benefício o qual estamos buscando adquirir?

“Seguia-o numerosa multidão, porque tinham visto os sinais que ele fazia na cura dos enfermos”(João 6.2).

“E, quando já estavam fartos, disse Jesus aos seus discípulos: Recolhei os pedaços que sobraram, para que nada se perca”(João 6.12).

Teremos grandes manifestações do Espírito. Você crê?  Já é hora de você crer!

Eles foram fartos de comida. Isso era errado?  Não! Jesus teve compaixão de alimentar aquele povo e alimentou com fartura. E isso não foi problema para Ele. Ele está disposto a fazer isso por você. Nós não seguimos Jesus por causa de um benefício de uma comida ou uma bebida. 

“Buscai primeiro o reino dos céus e as demais coisas serão acrescentadas” (João 3.16).

Essa mesma multidão vai à procura de pão e encontra Jesus. Eles seguiam por causa da unção dos sinais. Quando eles foram fartos de comida, eles seguiram Jesus  por causa de sinais e Jesus percebeu isso. Eu quero dizer que: comida, bebida e vestir, ele já está disposto a fazer. Ei, é assim com você. Busque em primeiro lugar o Reino. Eu não sei vocês, mas eu entendo que acréscimo é em algo que você já tem. Então precisamos seguir Jesus por causa da comida? É algo que já temos. Precisamos  andar por fé, crer!

“Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela que subsiste para a vida eterna, a qual o Filho do Homem vos dará; porque Deus, o Pai, o confirmou com o seu selo”(João 6.27).

O versículo trata aqui de uma busca. A consagração nos leva a colocar Ele em primeiro lugar, primeiro dos primeiros, Ele quer primazia. Se isso acontecer veremos as manifestações d’Ele.

Estamos aprendendo preceitos sobre mover do Espírito. Quando eu li isso aqui, o que me chamou a atenção foi a palavra: acompanhar. Eu não sei você, mas eu sinto diferença entre seguir e acompanhar. Jesus ensinou a essas pessoas acompanhar em vez de seguir. O que Jesus fez com essa multidão? Aproveitou para ensinar eles a segui-lo.

“Se alguém vem a mim e não aborrece a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs e ainda a sua própria vida, não pode ser meu discípulo. E qualquer que não tomar a sua cruz e vier após mim não pode ser meu discípulo”(Lucas 14.26-27).

Ele não saiu esbravejando por aí, Ele ensinou a seguir. Você vai ter que aborrecer pai, mãe, filhos. Amar mais a Mim do que a sua própria vida. Quantos estão dispostos a amar mais do que a própria vida? Eu amo minha esposa, eu amo meus filhos, mas eu amo mais a você. Se fosse para escolher entre você e meu filho: eu o escolheria. Isso é forte Brasil, mas isso é vida consagrada! Você não perde meu irmão!

Se você amar mais a Jesus, seus filhos serão afetados. Amar mais a Jesus do que a própria vida deixa tudo no altar. É tudo teu Senhor, tá tudo entregue. E ele continua ensinando.

“Assim, pois, todo aquele que dentre vós não renuncia a tudo quanto tem não pode ser meu discípulo”(Lucas 14.33).

Tem cálculos a serem feitos: de construção e de ensinamentos. Você está disposto? Quando uma pressão vem para largarmos o que é d’Ele? E aquilo que a gente entregou querer de volta? Eu vou dizer o que eu tenho: a minha vontade. Todos nós temos uma vontade. Você tem um querer? Eu tenho! E ele está dizendo: renuncie!

Renunciar é desistir da posse da minha vontade para dar lugar a Sua vontade. Renuncio o meu querer para dar vontade ao Seu querer. Renuncio minhas riquezas para dar lugar às Suas riquezas. Renuncio minhas conquistas para dar lugar às Suas conquistas. Consagração vai dar lugar a muitas coisas… Vamos ver coisas gloriosas, graciosas se movendo porque o Espírito tem espaço em um lugar de consagração.

Irmão Hagin fazia sempre essa oração: “Que não seja como eu quero, mas como Tu queres”. Ele resolveu adotar esse modelo, mas não era só para Ele, era para todo crente! Tudo é Seu. Minhas conquistas não são minhas mais, são Suas. Meus desejos não são mais meus, são Seus. Sabe que no sonho de Deus seus sonhos estão lá. Mas se eu viver para mim mesmo, meus sonhos, buscando a realização deles? Eu posso dizer: “Senhor, eu não quero mais os meus sonhos, eu quero os Seus sonhos. O que vale nessa vida pra mim Senhor não é mais a minha vontade, mas a Sua. Eu vou abdicar de tudo que eu tenho”.

Diga: “Já é hora de deixar tudo no altar!“, renuncie! Se tem algo ainda que significa para Deus uma falta de renúncia em alguma área, que tal começarmos a consagrar isso hoje? Que tal você sair daqui hoje a noite dizendo: hoje eu vou experimentar manifestações do Espírito na minha casa? Que tal você chegar aqui com a vida pronta, consagrado? Perguntaram a Kathryn Kuhlman como ela se preparava para ser consagrada. Ela disse: “Eu ando com uma vida consagrada!”.

É tão bom quando você pega a veia, fica mais fácil. Se mover no Espírito é como piscar os olhos, você não faz força, você dá lugar. Sabe, uma vida consagrada diária e continuamente vai nos levar a uma vida pronta. Vida consagrada depende de uma disposição de cada um.

Hoje cai por terra as nossas justificativas de antes. Pessoas boas de justificativas são ruins de arrependimento. Eu não quero ser bom de justificativas, eu quero deixar tudo no altar.

 

Fonte:Verbo da Vida

ÚLTIMOS POSTS

Não Desista

Na história de Ester, a lei para matar os judeus era irrevogável. O rei não podia reverter a lei, então ele escreveu uma segunda para

Leia Mais »