Judeu descobriu que ‘Yeshua’ é o messias enquanto lia seu Tanakh

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Um judeu que buscava ter um relacionamento mais profundo com Deus, da forma como ele lia no Tanakh — Bíblia hebraica semelhante ao Antigo Testamento — descobriu Yeshua durante suas leituras.

O homem judeu cresceu com sua família observando atentamente os feriados e rituais judaicos. Seu pai, o presidente da sinagoga, sempre se lembrava do que Deus havia feito com seus antepassados. 

E o judeu sempre se perguntava: “O que Deus está fazendo em nosso tempo? Por que estamos sempre olhando para o passado?”. Aproximadamente, aos vinte anos de idade, ele começou a se afastar da sinagoga. 

Era sua necessidade encontrar um propósito e significado maiores, o que não via na religião que estava inserido desde o nascimento. Então, ele procurou por caminhos diferentes, mas não encontrou as respostas para suas perguntas. 

Descoberta

Certo dia, ele entrou no negócio de transporte marítimo, o que o levou a diversos países. E para onde ia, levava consigo o Tanakh e sua literatura rabínica. Em determinada ocasião, a Bíblia foi apresentada ao judeu.

Em Gênesis 1.26-27, ele encontrou os relatos sobre a criação e teve várias dúvidas, o que o levou até os rabinos. As respostas deles não o convenceram, por isso ele decidiu estudar a Bíblia por conta própria. 

Refletindo sobre a atuação de Deus com os antepassados, o judeu percebeu que havia relacionamento entre o Criador e aqueles personagens bíblicos. Então, ele orou assim: “Deus, eu quero te conhecer como ‘nossos pais’ te conheceram”. 

Enquanto ele continuava seus estudos sobre a Lei de Moisés, os Profetas e os Escritos, um resumo sobre o Messias começou a se desenvolver — sua formação familiar, seu local de nascimento e sua época de chegada. Foram fortes os argumentos para concluir que o Yeshua era Jesus, o Messias.

Assista em inglês:

“Revele isso a mim”

O judeu decidiu orar mais uma vez: “Deus, se Yeshua é o Messias e o Salvador do mundo, por favor, revele isso a mim”. Uma noite, enquanto dirigia durante uma viagem, ele avistou quatro cruzes ao longo do caminho.

Ele conta que, sempre que olhava para a cruz, sentia uma alegria e uma paz avassaladoras que o envolviam. Daquele momento em diante, o nome de Jesus vinha em sua mente, com frequência. Assim, finalmente, o judeu passou a acreditar em Cristo e revelou que foi uma experiência inesquecível. 

Certa vez, enquanto lia um livro, de noite, acabou adormecendo e ouviu em sua mente uma voz que dizia: “Yeshua Adonai, Yeshua meu Senhor”. E acordou com aquela frase ecoando dentro de si.

Embora sua família rejeite sua nova fé, ele continua sendo um seguidor judeu de Jesus, que encoraja a todos para orar pelo avivamento contínuo em Israel. “Eu inspiro as pessoas para que orem pelo povo judeu e pela paz em Jerusalém. Que haja salvação para Israel”, concluiu.

 



Guia me

ÚLTIMOS POSTS