Juíza decide a favor de agência cristã de adoção que recusa gays

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Uma juíza federal dos Estados Unidos proibiu o estado de Nova York de fechar uma agência cristã de adoção baseado enquanto se aguarda o resultado de um processo movido pela organização.

A agência New Hope Family Services está desafiando os regulamentos estaduais que exigem que as agências aceitem como clientes tanto casais solteiros quanto pessoas do mesmo sexo em união civil, a chamada “adoção homoparental”.

A juíza do Tribunal Distrital dos EUA, Mae D’Agostino, emitiu uma liminar impedindo o Escritório de Serviços à Família e Crianças (OCFS, na sigla em inglês) de Nova York de revogar a autorização da agência New Hope Family Services de colocar crianças para adoção, citando evidências de “alguma hostilidade contra as crenças religiosas de New Hope”.

A OCFS avisou em 2018 que fecharia a agência New Hope, um ministério cristão sediado na cidade de Syracuse, Nova York, a menos que mudasse sua política “discriminatória e inadmissível” de apenas colocar os filhos com casais tradicionais, conforme informações do jornal Washington Times.

Um regulamento de 2013 emitido pela OCFS proibia “discriminação e assédio contra candidatos a serviços de adoção” com base em traços, incluindo orientação sexual e ideologia de gênero.

“A New Hope demonstrou probabilidade de sucesso quanto à sua afirmação de que a seção 421.3 (d) a obriga a falar contra suas crenças religiosas, exigindo que a New Hope diga que a colocação com casais não casados ou do mesmo sexo é no melhor interesse da criança”, diz trecho da sentença da Mae D’Agostino, que foi nomeada para a função pelo ex-presidente Barack Obama.

“No momento, a OCFS apresentou um ultimato à New Hope: faça tal declaração ou feche”, resgatou a juíza, que observou que a política da agência cristã de encaminhar pessoas do mesmo sexo e não casados a agências de adoção estaduais ou seculares, conhecida como sua política de recusa e encaminhamento, “é mais estritamente adaptada aos interesses do estado enquanto protege os direitos de liberdade de expressão da New Hope”.



Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS

0
Adoraria sua opinião, por favor, comente.x
()
x