Kleber Lucas participa de ato ecumênico no ‘Criança Esperança’

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

O pastor Kleber Lucas foi um dos líderes religiosos convidados pela TV Globo para participar de um número no Criança Esperança com mensagem de tolerância religiosa. A iniciativa ecumênica contou com representantes de outras religiões.

O grupo de religiosos, formado por Kleber Lucas, padre Omar, o babalaô Ivanir dos Santos, a monja budista Heishin Gandra, o islâmico Ali Hussein Zoghbi, e a kardecista Iraci Ramos, participou do número em que os cantores Sandy e Péricles fizeram um dueto, gravado separadamente.

Sandy e o sambista interpretaram a versão em português da música Heal the World, famosa na voz de Michael Jackson. “O Criança Esperança faz com que lembremos de que muito mais pessoas estão necessitando ainda mais da ajuda de todos, e que estamos todos juntos no mesmo barco, lutando por um mundo bem melhor”, comentou Péricles.

“Que privilégio participar do Criança Esperança mais uma vez! Um evento lindo e necessário, principalmente nesse momento em que precisamos de uma dose a mais de esperança. Sou muito grata por fazer parte dessa história e fico feliz em participar de um musical focado na paz, esperança e amor!”, disse a cantora.

Kleber Lucas

O cantor e pastor se tornou figura controversa no meio evangélico ao passar a acusar parte do segmento de racismo e se aliar a movimentos ecumênicos. O artista chegou a celebrar uma reunião em um terreiro de candomblé com representantes de outras religiões, em um gesto que terminou sendo ponte para manifestações políticas em defesa das ideologias de esquerda.

Opositor do presidente Jair Bolsonaro, Kleber Lucas recentemente virou notícia após seu terceiro divórcio. Ele veio a público admitir que havia se envolvido em um caso extraconjugal e que iria buscar ajuda pastoral e terapêutica.

“Eu me arrependo e vivo me arrependendo de coisas. O que está mais evidente e óbvio é que sou uma pessoa que está no terceiro divórcio. Estou procurando ajuda pastoral e de terapeuta para uma releitura da minha própria caminhada. Eu me arrependo, por exemplo, de ter me separado da Mabeni, quando a Michelle e o Raphael eram novinhos e ele pediu pra ir comigo. Eu tive que conviver com isso durante dez anos até o dia em que o Raphael entrou por essas portas daqui de casa com a mala dele”, desabafou o pastor, na ocasião.

“Também me arrependo de ter viajado enquanto meus filhos estavam nas festinhas de escola e reunião de pais. E me arrependo de não ter procurado ajuda quando vi meu casamento com a Mabeni acabando. Hoje temos um bom relacionamento e, graças a Deus, que a Mabeni teve muita misericórdia de mim e não voltou para Goiás. Eu não suportaria viver longe dos meus filhos e, apesar de ter sido deixada, ela foi muito corajosa de ficar aqui no Rio de Janeiro e estar aqui até hoje. Apesar de estarmos separados, ela sabe que nunca vai ser esquecida por mim”, acrescentou Kleber Lucas.



Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS

0
Adoraria sua opinião, por favor, comente.x
()
x