Leandro Castan irrita LGBTs por versículo com significado do arco-íris

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Leandro Castan, zagueiro do Vasco da Gama, está na mira da militância LGBT após usar suas redes sociais para publicar a passagem de Gênesis 9:1-17, em que Deus estabelece o arco-íris como símbolo de Seu compromisso em não mais destruir a Terra com água.

A polêmica ganhou impulso porque no último domingo, 27 de junho, dia em que o zagueiro Leandro Castan fez sua publicação, seu clube jogou com uma camisa alusiva ao Dia do Orgulho LGBT, que é 28 de junho.

Evangélico, Castan publicou a foto vestindo a camisa n° 1 do Vasco, preta com faixa transversal branca, em um momento de oração antes de uma partida. Na legenda, o zagueiro – que tem mais de cem partidas pelo clube, publicou o texto do primeiro livro da Bíblia Sagrada.

“Deus abençoou Noé e seus filhos, dizendo-lhes: Sejam férteis, multipliquem-se e encham a terra. Todos os animais da terra tremerão de medo diante de vocês […] porque à imagem de Deus foi o homem criado. Mas vocês sejam férteis e multipliquem-se; espalhem-se pela terra e proliferem nela”, diz um trecho do texto referido pelo jogador.

O zagueiro não se acanhou de publicar o trecho que denuncia a apropriação indevida que o movimento LGBT fez do arco-íris: “Quando eu trouxer nuvens sobre a terra e nelas aparecer o arco-íris, então me lembrarei da minha aliança com vocês e com os seres vivos de todas as espécies”, diz outro trecho do texto de Gênesis 9.

Reações

Usuários do Instagram, onde a foto foi publicada, reagiram em aprovação à iniciativa do jogador de se posicionar: Esse é o verdadeiro significado do arco-íris, capita”, escreveu um seguidor.

Outros 56 mil internautas (até o fechamento desta matéria) haviam curtido a publicação, com muitos comentários em tom de aprovação, apesar de algumas críticas por parte de seguidores que reprovaram a postura do atleta evangélico.

“Será que segue tudo a risca ou é só hipocrisia religiosa? Deve tá comendo a bola em campo mesmo”, criticou um dos torcedores do Vasco da Gama, insatisfeito com o desempenho na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.

Vasco

O clube evitou se referir à publicação do capitão do time em uma nota enviada ao jornal Lance! sobre a iniciativa de aderir ao Dia do Orgulho LGBT: “O Vasco da Gama é um clube que se orgulha de ser um defensor histórico da diversidade, o que o torna, de fato, um clube de todos”, introduz o comunicado.

“A inclusão e acolhimento defendidos pelo Vasco pressupõem o respeito às individualidades e opiniões de seus atletas, colaboradores e torcedores. O Vasco está imbuído da missão de participar ativamente do debate acerca de temas importantes para a sociedade, o que não significa limitar a participação de quem quer que seja nessas discussões. O Clube mantém seu espírito democrático e espera de todos o respeito pela diversidade que sempre marcou a história do Vasco da Gama”, finaliza a nota.

Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS