Maravilhas em foco

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Alguns de nós tendemos a ver apenas o que está errado no mundo. DeWitt Jones é um fotógrafo da revista National Geographic que tem usado a profissão para celebrar o que está certo neste mundo. Ele espera e observa até que um raio de luz ou uma mudança de perspectiva revele subitamente uma maravilha que sempre esteve lá. Ele usa a sua câmera para encontrar a beleza na natureza e nas faces das pessoas mais comuns.

Se alguém teve razão para focar nos males do mundo, essa pessoa foi Jó. Depois de perder tudo o que lhe dava alegria, até os seus amigos se tornaram seus acusadores. Juntas, suas vozes o insultaram por ele não admitir que sofria pelos pecados que escondia. Quando Jó clamou aos Céus por ajuda, Deus permaneceu em silêncio.

Por fim, de dentro do caos de um redemoinho e da escuridão de uma tempestade, Deus mandou Jó considerar as maravilhas da natureza que refletiam a sabedoria e o poder muito maior do que os nossos (vv.2-4).

Ele diria o mesmo a nós agora? E quanto a algo tão natural como o andar de um cão, um gato, o farfalhar das folhas ou o filete da grama? Poderia um raio de luz ou uma mudança de perspectiva revelar — até em nossa dor — a mente e o coração do Criador que tem sempre estado conosco e é por nós em todo o tempo?

Fonte: Pão Diário

ÚLTIMOS POSTS