Max Lucado exorta cristãos a viverem corajosamente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

O pastor e escritor Max Lucado avalia que a comunidade cristã está emocionalmente cansada devido a tantos desafios na vida em sociedade, mas entende que para superar o cenário é preciso assimilar a coragem narrada na história de Ester.

“Os desafios que enfrentamos têm o potencial de nos desfazer. Não vamos subestimar o fato de que todos estamos sofrendo de um leve caso de estresse pós-traumático. Acabamos de apanhar. Sofremos algum trauma de todas as experiências pelas quais passamos, e isso veio até nós de todos os ângulos”, comentou Lucado.

O trauma, no caso específico dos norte-americanos, envolve as eleições presidenciais de 2020, marcada por acusações de fraude e pouca apuração a respeito das queixas. Outro ponto, que atinge a todo o planeta, é a pandemia.

Aos 66 anos, o pastor da Igreja Oak Hills em San Antonio, Texas, vem atravessando um problema grave de saúde, mas lembrou que os cristãos devem ter em mente de forma contínua que a “silenciosa providência” de Deus não falha.

“O socorro e o resgate virão, a libertação virá. Deus sustenta Seu povo através das coisas. Ele sempre faz. A questão não é: ‘Deus resgatará Seu povo.’ A questão é: ‘Você fará parte disso?’”.

A História de Ester

Em seu livro mais recente, You Were Made for This Moment: Courage for Today, Hope for Tomorrow (“Você Foi Feito para Este Momento: Coragem para Hoje, Esperança para Amanhã”, em tradução do inglês), Max Lucado se debruça sobre a história de Ester para defender a argumentação de que Deus sempre vem em socorro dos Seus.

“Deus ainda está no trono, Deus ainda tem Seu povo, Deus ainda será glorificado”, argumenta o pastor, mesmo que a adversidade seja uma convulsão cultural, como a atravessada por todos os países do Ocidente.

“Este livro nasceu em uma estação de inverno. Estamos todos em busca da primavera. Tudo sobre a história de Ester é um lembrete de que Deus está trabalhando em nossa história, e Ele está gradualmente protegendo Seu povo trabalhando em direção ao Seu resultado desejado”, pontuou o pastor.

A coragem é um dos fatores mais relevantes na história de Ester, que conforme Max Lucado disse ao portal The Christian Post, é comparável à de muitos cristãos nos dias atuais.

“[É uma] história sobre pessoas que tentam manter a fé em uma terra estrangeira. Todos nós podemos nos identificar com isso. Sentimos que estamos do lado de fora, olhando, muitas vezes, para nossa cultura. É uma época estranha em que vivemos”, contextualizou.

“A ironia não passou despercebida. Eles são todos defensores do pluralismo. Aceite tudo – exceto aqueles de nós que não se preocupam com o pluralismo. É simplesmente a coisa mais estranha”, acrescentou, referindo-se à ditadura do “politicamente correto” imposta pelos movimentos progressistas.

No começo da leitura sobre Ester e Mordecai, a sensação é que eles “estragaram tudo”, mas através dos problemas, ambos alcançaram as bem-aventuranças, mesmo ao custo de suprimirem suas origens hebraicas.

“Eu acho que é simplesmente notável como eles se misturaram. Eles eram tão persas na aparência, língua, sotaque e cultura… eles haviam se assimilado completamente, tanto que ninguém sabia que eram judeus. Agora, há uma foto de pessoas hoje. Podemos assimilar tanto na cultura ao nosso redor que as pessoas não sabem sobre a nossa fé”, disse.

No caso da história de Ester, ela e Mordecai ressuscitaram sua fé e revelaram que eram hebreus – e por causa de sua coragem, eles salvaram uma nação.

“Poderia ter sido um holocausto […] mas Deus reverteu o que era morte certa e a transformou em vida certa. O vilão acaba sendo empalado na própria ferramenta de tortura e execução que criou para Mordecai e a rainha Ester”, recapitulou o autor, apontando a presença da coragem como fator humano decisivo.

“Os judeus, que estavam para ser destruídos, acabam indo para a batalha contra aqueles que iriam destruí-los e eles saem vitoriosos. Agora, temos uma das maiores histórias da Bíblia. Justamente quando as coisas parecem estar terríveis, o povo de Deus sai vitorioso”, enfatizou o pastor.

Ao final, Max Lucado pondera que embora as impressões digitais de Deus estejam em todas as páginas da história, Seu nome não é mencionado no livro de Ester, o que se torna significativo: “Se você está passando por uma temporada difícil, se está passando por um período difícil, também não ouve o nome de Deus em sua história. Eu acho que essa é uma das mensagens aqui, que Deus fala mais alto quando Ele sussurra em nossas vidas”.

Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS