Missionários batizam italianos após evangelismo na pandemia

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

A pandemia do novo coronavírus prejudicou o funcionamento de muitas igrejas, uma vez que por determinação dos governos, os templos precisaram ser fechados para impedir aglomerações de pessoas. Apesar disso, missionários não pararam de evangelizar e agora estão colhendo os frutos desse trabalho.

Na Itália, por exemplo, pais que foi severamente afetado pela pandemia logo no início do ano, os missionários realizaram evangelismos online, alcançando pessoas através de ferramentas virtuais, como às redes sociais.

Cultos online, estudos bíblicos e aconselhamento foram feitos com os italianos, mantendo a propagação da Palavra de Deus em um dos momentos mais difíceis do país. Paulo Pagaciov, coordenador regional para Europa da Junta de Missões Mundiais da Convenção Batista Brasileira, comemorou o fato de até mesmo pessoas fora da Itária tem sido alcaçadas.

A primeira cerimônia presencial de batismo realizada agora, com a pandemia já sob controle no país, foi motivo de grande comemoração, dado o número de pessoas e à alegria do reencontro.

“Pessoas que nunca haviam participado de uma reunião presencial, que não conheciam o grupo, se integraram, aceitaram a Cristo e iniciaram estudos bíblicos. Estavam ansiosos com a chegada do dia quando seria permitida a reunião presencial para conhecer os novos amigos”, disse o pastor, segundo a Junta de Missões Mundiais.

A cerimônia de batismo realizada em Roma e Treviso precisou seguir alguns protocolos de segurança, a fim de evitar a contaminação com o coronavírus. Abraços mais acalorados, por exemplo, não foram permitidos.

Apesar disso, o simples fato da igreja ter se reunido para celebrar a confissão de mais pessoas diante de Deus após meses de isolamento, foi algo marcante para toda a comunidade de fé.

“Não teve ‘abbraccio’ nem ‘bacio’, algo tão comum na cultura italiana. Mas chegará o dia quando será possível apertar as mãos, abraçar e trocar beijinhos. Mesmo em tempo de pandemia e lockdown, seguimos trabalhando e agora colhendo os frutos para honra e glória do nosso Deus”, comenta Paulo.



Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS

0
Adoraria sua opinião, por favor, comente.x
()
x