Netflix acusada de incentivar erotização infantil com Cuties

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

A erotização infantil é uma das preocupações da ala conservadora da sociedade, e uma das metas não declaradas da ala progressista. A Netflix publicou um cartaz do filme Cuties, que está para ser lançado, com meninas de onze anos em pose e roupas “sensuais”, e a reação à iniciativa foi imediata e maciça, levando a empresa a se desculpar.

Na sinopse, o filme é descrito como a estória de uma menina que, através da dança, tenta vencer a opressão da família conservadora em sua jornada de auto-descoberta na feminilidade. “Aos 11 anos, Amy começa a se rebelar contra as tradições conservadoras da família e encontra seu lugar em um grupo de dança da escola”, diz o texto no site da Netflix.

A protagonista é uma menina de origem senegalesa que vive na França e entra em rota de atrito com a família e seus valores, muçulmanos, após entrar para uma “trupe de twerking”, que é uma dança popular de movimentos sensuais. A estreia está marcada para 09 de setembro.

Acusada de sexualizar crianças, a Netflix agiu rápido para se desculpar, uma vez que o cartaz que promove o filme em sua plataforma é diferente do usado pelos produtores do filme, muito mais apelativo. “Pedimos perdão pela arte inapropriada que usamos para o filme Cuties. Foi errado, e a arte não representava corretamente o conteúdo deste filme francês que venceu um prêmio em Sundance”, declarou a empresa de streaming em nota.

De acordo com informações do portal Uol, Cuties foi lançado no Festival de Sundance, no começo do ano, e foi elogiado pela maneira que a diretora Maïmouna Doucouré implementou “um olhar crítico para a forma como a cultura moderna sexualiza jovens garotas”.

Uma petição online, na plataforma Change.org, pede que a empresa cancele o lançamento, e já conta com mais de 150 mil assinaturas. “Este filme é nojento, pois sexualiza uma criança de ONZE anos para o prazer de assistir dos pedófilos, e também influencia negativamente nossos filhos! Não há necessidade desse tipo de conteúdo nessa faixa etária, especialmente quando o tráfico sexual e a pedofilia são tão comuns! Não há desculpa, este é um conteúdo perigoso!”, diz o autor do abaixo-assinado.

“Os pedófilos da Netflix estão lançando um filme sexualizando crianças chamado Cuties. A descrição afirma que é sobre uma menina de 11 anos que se torna ‘fascinada por twerking‘ e ‘explorar sua feminilidade’”, escreveu Jaden McNeil, um cristão atuante na defesa do conservadorismo, em sua conta no Twitter.



Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS

0
Adoraria sua opinião, por favor, comente.x
()
x