“Nossa fé é maior do que o futebol”

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Conhecido como um dos esportes mais disputados e até agressivo, o futebol americano  não é só rivalidade. Essa foi a lição que dois times adversários deram ao se unirem em oração antes do início de uma partida, os Estados Unidos.

Se tratam dos times Boise State, que representa a Universidade Boise State, e o BYU Cougars, da Universidade Brigham Young. O capelão do Boise reuniu os jogadores do seu time, mas fez o convite para os atletas da equipe rival, que aceitaram.

Todos se ajoelharam e renderam graças a Deus pela oportunidade de estarem ali. “Somos mais ou menos assim: começamos com oração, terminamos com oração e damos glória a Deus”, disse o capelão Mark Thornton ao Deseret News.

Mas não são todos os times que aceitam fazer a oração conjunta. O pastor Mark, contudo, explico que a sua equipe busca fazer o seu papel, sempre rendendo graças a Deus e buscando compartilhar isso com outros atletas.

“Jogamos contra alguns times que não têm capelão. Jogamos contra outros times que não deixam seus jogadores ficarem para orar, embora os jogadores do outro time quisessem se juntar a nós em oração”, disse ele.

O jogador Gunner Romney lembrou da importância da oração como um fator de união entre os jogadores. Ele destacou que a fé une os atletas em um só propósito, contrastando com a rivalidade dentro de campo, algo que pode até gerar desentendimentos e violência.

“O futebol é um jogo competitivo, então você compete, fala besteira, briga com as pessoas em campo, mas no final das contas, é só um esporte. Pode haver ressentimentos no campo, mas quando você sai do campo, eles são seus irmãos. Você tem que amá-los”, disse ele.

Outro jogador, Avery Williams, da Boise State, concorda com o colega. Ele pontuou que a fé em Deus é mais importante do que qualquer outra coisa, estando acima das rivalidades e dos interesses do mundo esportivo.

“Todos nós entendemos que nossa fé é muito maior do que o futebol. Em algum momento, os jogadores terão que pendurar as chuteiras e não vamos mais jogar, mas a fé continua e todos vão perceber isso”, disse ele.

https://noticias.gospelmais.com.br/jogadores-fundos-socorrer-fieis-perseguidos-142557.html



Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x