O Bêbado e Uma Vida Cheia do Espirito Santo

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Texto: Efésios 5:1-21

Introdução: Em
Efésios 5:18, é feito um contraste entre a pessoa que está sob a influência do
álcool e a pessoa que está sob a influência controladora do Espírito Santo.
Nós, como cristãos, não devemos ficar embriagados com o vinho que sai de
qualquer vinha terrestre, mas com o novo vinho do Reino que vem da vinha
celestial, daquele que é a videira verdadeira (João 15:1).

Há um objetivo em definir esses dois comandos em contraste.
Era uma crença pagã que Deus habitava no sangue da uva, de modo que, ao beber
vinho, o homem estava bebendo Deus em si mesmo. A embriaguez era, portanto,
considerada um sacramento no qual um homem deveria estar sob o controle do deus
que o enchia. Paulo lembrou aos cristãos em Éfeso essa crença pagã e depois os
apontou para o verdadeiro modo de serem possuídos por Deus. Com relação à vida
cheia do Espírito, notemos as seguintes verdades:

A. A vida cheia do
Espírito é um mandamento.
Em Efésios 5:18, existem dois mandamentos, ambos
os quais requerem obediência; eles não são opcionais, são imperativos.
B. A vida cheia do
Espírito é uma ordem para todo cristão.
A experiência da plenitude do
Espírito Santo não é para uma seleta companhia de crentes, mas para toda pessoa
nascida de novo. Observe a palavra “todos” em Atos 2:4 e 4:31.
C. Ser cheio do
Espírito é mais do que ser habitado pelo Espírito.
Os cristãos de Éfeso
foram “selados” pelo Espírito Santo (Efésios 1:13; 4:30), e assim
foram habitados pelo Espírito Santo, como todo cristão é (1 Coríntios 6:19),
mas podemos ser habitados. e não cheios por ele; podemos possuí-lo sem que ele
nos possua.
D. Ser cheio do
Espírito não é uma questão de excesso, mas de sanidade.
A palavra
“excesso” significa “desordem”. As pessoas mais
espiritualmente sãs do mundo são aquelas que estão cheias do Espírito de Deus.
O Senhor Jesus é o nosso exemplo.
E. A vida cheia do
Espírito deve ser a experiência normal dos filhos de Deus.
Efésios 5:18
significa “Continue sendo cheio …”. O
plano de Deus para cada um de Seus filhos é que sejam cheios do Espírito Santo,
para que possam viver vidas que Lhe glorificam em todos os seus aspectos
pessoais (Efésios 5:15 -21), relações domésticas (Efésios 5:22-33 e 6:1-4) e
comerciais (Efésios 6:5-9).
F. Estar cheio do
Espírito não é obtermos mais Dele; é Ele obter mais de nós.
O Espírito
Santo é uma Pessoa, e ser cheio com Ele significa permitir que Ele tome posse
plena de nossas personalidades.
G. A vida cheia do
Espírito é marcada por certas características definidas e facilmente
discerníveis.
Assim como um homem bêbado pode ser facilmente reconhecido,
também um cristão cheio do Espírito pode ser reconhecido; as mesmas
características são verdadeiras para ambos. Quais são elas? – observe as
mencionados em Efésios 5:14-21 e considere o seguinte.

1. Um bêbado é
possuído por uma imensa sensação de bem-estar.

Assim é um cristão cheio do Espírito! Ele é alegre,
exuberante. Os gregos têm uma palavra para isso – “Euforia”, que
significa “uma imensa sensação de bem-estar”. Os primeiros cristãos
foram acusados ​​de
estar bêbados (Atos 2:15); os primeiros
discípulos foram notados por sua intensa alegria – observe Atos 13:52.

2. Um bêbado é
reconhecido por sua face.

Assim é um cristão cheio do Espírito! Muitos de nossos
rostos estão sombreados em vez de brilharem! Deve haver um esplendor sobre nós,
como ocorreu com Moisés (Êxodo 34:29); com Estevão (Atos 6:15); com o Senhor
Jesus (Lucas 9:29) – e observe o Salmo 34:5 e compare o Salmo 40:3 com Efésios
5:19-20.

3. Um bêbado tem um aroma
característico sobre ele.

O mesmo acontece com um cristão! – Agora veja Efésios 5:2.
Nosso Senhor Jesus Cristo era como santo incenso diante do Pai e diante do
mundo; os cristãos, ao serem cheios do Seu Espírito, devem ser e podem ser o
mesmo. A vida cheia do Espírito é a provisão de Deus para tornar nossa vida
bela, graciosa e gentil.

4. Um bêbado pode ser
detectado pela maneira como anda.

O mesmo pode acontecer com um cristão cheio do Espírito!
Nossa caminhada é nosso modo de vida e, de acordo com Efésios 5:15, a caminhada
de um bêbado é descuidada, enquanto a caminhada do homem cheio do Espírito é
muito cautelosa – isto é, disciplinada e consistente. O bêbado não pode andar
direito, mas o cristão cheio do Espírito está habilitado a viver diante de Deus
e do mundo de uma maneira reta e honesta em todos os aspectos.

5. Um bêbado é traído
pela maneira que ele fala.

Assim é um cristão cheio do Espírito! Muitos bêbados têm uma
língua gaguejante e, frequentemente, seu discurso é impuro e sujo. Um cristão
cheio do Espírito será muito cuidadoso nas palavras que usa e nos assuntos dos
quais fala, e, é claro, um cristão cheio do Espírito será um cristão testemunho
– observe Atos 4:20!

6. Um bêbado não é
responsável por suas ações.

Um bêbado faz muitas coisas tolas porque não pode evitar, e
um cristão, se estiver cheio do Espírito Santo, produzirá da sua vida frutos
que são sobrenaturais (Gálatas 5:22-23) e obras que são, humanamente falando ,
impossível – veja o que Pedro disse em Atos 3:12.

7. Um bêbado é
conhecido pela companhia que mantém.

Assim é um cristão cheio do Espírito! Um bêbado caminha
rapidamente para o bar; o cristão cheio do Espírito buscará a comunhão do povo
de Deus – observe Atos 4:23. Como podemos nos tornar cheios do Espírito –
possuídos e controlados pelo Espírito Santo? Pense no bêbado novamente. Como
ele se torna um bêbado? Ao beber e beber e beber novamente – e esse beber para
nós envolve três coisas: (1) uma verdadeira sede (Isaías 44:3; Mateus 5:6; João
7:37-39); (2) Uma grande capacidade (Salmo 8l:10); e (3) Uma fé simples (Lucas
11:13; 1 João 5:14-15).

Fonte: Esboçosermão

ÚLTIMOS POSTS

0
Adoraria sua opinião, por favor, comente.x
()
x