o sermão pregado por pastor durante um pouso forçado

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Um pastor testemunhou como um um pouso forçado do avião em que viajava se tornou sua oportunidade de pregar o sermão mais curto de seu ministério, apenas 30 segundos, mas a chance de convidar pessoas a entregarem suas vidas a Cristo não foi desperdiçada.

O pastor Kyle Donn, da Peninsula Bible Fellowship em Bremerton, Washington (EUA), viajava com a esposa, Brittany, no voo 2275 da American Airlines que acabara de decolar de Charlotte rumo a Seattle, quando o piloto comunicou um problema no motor e ordenou aos passageiros que se preparassem para um pouso forçado.

“Os comissários de bordo nos prepararam para o impacto. […] Os atendentes corriam freneticamente para cima e para baixo na cabine, preparando-nos”, contou o pastor, lembrando o tumulto a bordo.

Em seguida, Donn falou sobre as sensações de se ver em uma situação de risco real: “Vi um homem adulto chorando. Eu vi um casal de mãos dadas com força. Nunca me senti tão fora de controle ou totalmente exposto. […] Pensei que nos próximos minutos eu poderia encontrar Deus”.

Uma jovem que estava sentada ao lado dele e com quem ele havia conversado antes da decolagem estava aflita: “Inclinei-me para ela e perguntei: ‘Se morrermos nos próximos minutos, você sabe o que vai acontecer?’. Ela disse algo sobre crescer como católica e ir para o purgatório, ou para o céu, ou algo assim. Ela não tinha certeza”.

“Eu disse: ‘Vou compartilhar com vocês por que Britt e eu temos esperança agora; Espero que esteja tudo bem’. Ela consentiu. Comecei então a pregar para um grupo maior nas fileiras ao meu redor, bem alto cobrindo o som do avião. Um sermão de 30 segundos: ‘Não quero assustar ninguém, mas quero que saiba por que minha esposa e eu temos esperança agora. Temos paz com Deus!’. Algumas cabeças se viraram e olharam para mim”, disse o pastor.

Com pouco tempo para pregar, o pastor foi objetivo: “O Deus que fez tudo quer fazer as pazes conosco, embora tenhamos destruído seu mundo. Ele o ama tanto que deixou o céu para fazer as pazes com os pecadores morrendo na cruz. Seu nome é Jesus. Confesse com sua boca e acredite em seu coração que Jesus é o Senhor ressuscitado, e você terá paz com Deus!”.

“Ninguém riu. Ninguém zombou. Não sei se alguém ouviu ou respondeu ao meu sermão de 30 segundos nesses momentos frenéticos. Mas estou feliz que Deus me deu coragem para não ficar em silêncio”, testemunhou o pastor.

Ao final do relato, feito para o site em inglês do ministério Coalizão pelo Evangelho, Donn lembrou da urgência do evangelismo: “Oro para que ele continue a dar a mim e a cada cristão a coragem de falar. As preciosas almas ao nosso redor precisam ouvir – ou ser lembradas – do evangelho da esperança definitiva”.

Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS