O Testemunho do Espírito – Pregações e Estudos Bíblicos

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

 

Tema: ESPÍRITO SANTO  

Romanos
8.16
O
próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus.”

INTRODUÇÃO: A descoberta da ação do Espírito Santo de
Deus sobre o espírito humano é uma das chaves para a busca do avivamento que
leva à descoberta de ser uma vida espiritual e não apenas carnal (II Coríntios 5.5).

Existe
no ser humano o espírito dado por Deus, como parte essencial de sua existência,
sem a qual não existe a vida humana. Este sopro é o espírito (ruahר֫וּחַ, no
hebraico e
pneumaπνεῦμα, no grego), que torna a humanidade um ser
espiritual além de carnal, com a presença Divina (Gênesis
2.7 e João 20.22
).

O
espírito humano diferencia-se da própria razão mental, embora a percepção
espiritual possa se dar por meio de impressões tanto racionais como emocionais,
não pode ser confundida com estas. Os outros seres criados também são dotados
de certo entendimento, mas não possuem o vínculo espiritual próprio da
humanidade, concedido por Deus aos escolhidos para ser semelhantes à Divindade
(João 1.12).

Vamos
aprender sobre o significado do testemunho do Espírito Santo em nossas vidas:

 

1- O que é o testemunho do Espírito?

Atos 1.8Mas recebereis a virtude do Espírito
Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém
como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da terra.

Testificar
é o mesmo que confirmar, então o Testemunho do Espírito é a certeza íntima no
coração de todo cristão de que é um filho de Deus, tendo o perdão de seus
pecados e a predisposição para uma nova vida, obedecendo à Palavra de Deus,
sendo orientado pelo próprio Espírito Santo, como Jesus prometeu que ensinaria
todas as coisas necessárias para seguir o seu caminho. Através de seu Espírito,
Deus sonda as mentes e corações, buscando oportunidade para gerar
arrependimento e conversão.

No
Novo Testamento, a palavra original para testemunho é martiria (μαρτυρία),
que te também pode significar ser mártir, apontando a coragem de morrer pela fé
dos cristãos primitivos. O testemunho dos mártires era dado na hora de sua
morte, quando inquiridos por seus algozes, declaravam sua fé destemida,
demonstrando sua paixão que vai além da vida, se oferecendo por amor e deixando
um verdadeiro testemunho de vida. Este testemunho do Espírito capacita não
somente a viver, mas ao ponto de morrer por uma fé inabalável.

Quanto
mais próximo de Deus e mais santificado em espírito, mais a pessoa se torna
humilde, o que consequentemente acontece de forma oposta com o pecado que não
se arrepende e distancia-se do Senhor de forma vaidosa e arrogante
distanciando-se dos caminhos do Senhor. Este é um dos piores enganos que uma
pessoa pode cair, mesmo que revestida de religiosidade ou aparente piedade, mas
sem efeito algum espiritual ou prático em sua vida.

O
mover do Espírito Santo acontece livremente sobre todas as pessoas à medida que
se abrem ao seu agir. Este testemunho espiritual é manifesto através da graça
Divina, que atua sobre todos os seres humanos, antes mesmo que possam entender
ou crer nas Escrituras. Contudo, o objetivo do testemunho do Espírito é
conduzir ao arrependimento e santificação, gerando os frutos espirituais de uma
nova criatura em Cristo.

As
Escrituras são a base para esta fé de que é possível ser filho de Deus, sendo
regenerado para uma nova vida em sua presença. Duvidar desta doutrina se torna
a negação da própria fé, rejeitando a bênção da adoção espiritual. Um outro
risco extremo é o orgulho pessoal que pode fazer a pessoa se sentir melhor do
que outros, o que seria um terrível engano. Mas o que não há dúvidas é do fato
inegável de que há fundamento bíblico para garantir a promessa de filiação
Divina pela fé. Para desfazer esta crença essencial do cristianismo, seria
preciso recair em várias heresias, desmerecendo aqueles que foram aceitos pela
Graça e misericórdia Divina.

O
Espírito Santo testifica em nosso coração!

 

2- Como acontece o testemunho do Espírito Santo?

Romanos
9.1
Em
Cristo digo a verdade, não minto (dando-me testemunho a minha consciência no
Espírito Santo)”

Muitos
se enganam com “a voz da própria imaginação” pensando ser o Espírito Santo
testemunhando em seu próprio espírito, contudo esta presença só é manifesta
claramente através da comprovação de frutos espirituais condizentes com o bom
testemunho cristão (Mateus 12.33).

Embora
alguns entendem que somente os cristãos primitivos tiveram acesso a este dom
espiritual, estando o mesmo inacessível aos crentes posteriores à era
apostólica, cremos que ação do Espírito Santo é permanente sobre todos os
cristãos (Atos 2.38).

O
testemunho interior acontece quando o espírito da pessoa compreende através de
sua própria consciência, que é pecador e então pelo Espírito de Deus é
convencido do pecado para arrependimento e conversão através da intercessão do Espírito
(Romanos 8.26). A partir de então uma
nova convicção toma conta de sua mente e coração: o fato de ser filho de Deus. A
maior diferença promovida por este testemunho é que nenhum tipo de dúvida com
respeito ao amor Divino pode fazer parte da vida de um verdadeiro cristão. Consequentemente
a pessoa antes marcada pela maldade do pecado, passa a ter as marcas da vida
cristã, pelo fruto do Espírito.

A
forma como o Testemunho do Espírito acontece, faz parte dos desígnios Divinos e
muitas coisas não podem ser compreendidas pelo ser humano a não ser pela fé, de
forma sobrenatural, quando se crê na Palavra revelada de Deus. Um dos
principais critérios para a eficácia da atuação do Espírito Santo na vida da
pessoa é que ela aceite voluntariamente, o que acontece por meio deste
testemunho interior.

Como
diferenciar o testemunho do Espírito Santo no espírito humano de qualquer outro
tipo de presunção da mente natural, e da ilusão do diabo? Existem marcas como o
arrependimento dos pecados, que geram uma genuína mudança de comportamento, sem
qualquer resquício de orgulho por causa disto, mas se rendendo inteiramente ao
governo Divino obedecendo à sua Palavra (João
16.8-11
). Tal pessoa é tomada de um temperamento manso e orientado
pela vontade de Deus, evitando quaisquer instintos carnais, sem jamais se
envaidecer disso (Mateus 3.8).

Existe
uma grande luta espiritual nesta questão, considerando que o diabo pode iludir
pessoas sem sabedoria para discernir a presença do Espírito Santo ou o
testemunho de seu próprio espírito. Para desfazer este tipo de confusão, mais
uma vez a solução é conferir se os frutos condizem com o ensinamento das
Escrituras e a santa presença do Espírito de Deus. Se houver qualquer rastro de
malignidade, seus vestígios podem ser notados pela vaidade e orgulho que lhe
são característicos. Já quando é uma ação Divina, as consequências serão
marcadas pelo amor e paz espiritual que nem a mente humana pode imaginar e que o
inimigo não conseguiria conviver com tais sentimentos, sendo desmascarados por
suas próprias perturbações.

O
Espírito Santo intercede por nós!

 

3- Os frutos do Testemunho do Espírito

Gálatas 5.22,23
“Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade,
bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há
lei.”

Os
frutos espirituais são a garantia do testemunho do Espírito na vida de uma
pessoa, o que para ele é determinado pelos frutos espirituais. Algo
indispensável na vida de todo cristão é o frutificar em todas as áreas de sua
vida, através de um bom testemunho diante da sociedade, exercendo seu
ministério e levando as boas novas do evangelho (João
15.5
).

Uma
vida transformada não é mérito da pessoa e sim do próprio Deus que transforma o
pecador. Naturalmente, através da razão, de uma boa consciência, todo ser
humano é alertado por Deus sobre seus erros e quando crê consegue
identificar-se como filho de Deus, através da fé (João
15.8
). Mas isso não se limita somente ao racional, acontece de forma
sobrenatural, o testemunho do Espírito diretamente com o espírito da pessoa
regenerada por Deus.

O
testemunho sobrenatural do Espírito Santo na vida humana, gerando uma nova
vida, fazendo-a entender a vontade de Deus, se arrependendo de seus pecados, recebendo
o perdão Divino e sendo transformado para gerar os frutos espirituais (João 15.16). Esta convicção não pode vir da razão
humana naturalmente, então depende de um fator externo que é a presença do
Espírito Santo. Negar este testemunho seria o mesmo que desacreditar na obra
redentora de Cristo. Por isso, um dos alicerces desta doutrina é a compreensão
da justificação pela fé produzida pelo Espírito Santo na vida da pessoa, quando
crê no sacrifício de Cristo na cruz por sua vida.

As
obras pessoais não podem gerar resultado espiritual, mas o Espírito Santo é
quem produz o seu fruto, sendo este chamado de “fruto do Espírito” e não fruto
humano (Efésios 2.8,9).

A primazia
do testemunho é do próprio Espírito, podendo até mesmo acontecer na vida de uma
pessoa que ainda não tem os frutos, que serão gerados com o tempo em sua vida.
Isso não isenta de forma alguma a necessidade de frutificar, como critério
essencial para vivenciar o testemunho do Espírito.

O
Espírito Santo frutifica em nós!

 

CONCLUSÃO

I
João 5.8
E
três são os que testificam na terra]:
o Espírito, a água e o sangue, e os três são unânimes num só propósito.”

Para
John Wesley o testemunho: “uma impressão interior nas almas dos crentes, por
meio da qual, o Espírito de Deus testifica diretamente para o espírito deles,
que eles são filhos de Deus”.

A experiência
pessoal com o testemunho do Espírito desperta para não confiar em sua própria
compreensão do que pensa ser o testemunho e também não se apegar em seus
possíveis frutos como garantia deste testemunho. A humildade e dependência
rendida a Deus é a única forma de buscar e receber a testificação espiritual,
que jamais levará a pessoa a se colocar acima de outros ou pensar que não
precisa de algo mais, mas a faz perseverar desejando ardentemente a genuína
experiência espiritual.

Busque
o testemunho do Espírito Santo!

 

__________________________

OBSERVAÇÃO: pregação baseada no sermão de John Wesley sobre o Testemunho do Espírito.

 

Fonte: Esboçosermão

ÚLTIMOS POSTS