Otoni de Paula e Sérgio Reis são alvo de mandado de busca e apreensão

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

O pastor e deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ) e o cantor Sérgio Reis foram alvo de um mandado de busca e apreensão expedido pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

Moraes determinou a busca e apreensão contra o pastor e o cantor, que também já foi deputado federal, por considerar que as manifestações públicas de ambos seriam incitação a atos violentos e ameaçadores contra a democracia.

Além de Otoni de Paula e Sérgio Reis, outros 11 mandados foram cumpridos na manhã desta sexta-feira, 19 de agosto. Os mandados foram pedidos pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e executados pela Polícia Federal.

Imediatamente após os agentes da Polícia Federal deixarem sua casa, Otoni de Paula fez uma live em sua página no Facebook comentando a ação e garantindo que continuará defendendo suas ideias em público, incentivando as manifestações do dia 7 de setembro.

“Não vou recuar um milímetro. Dentro do que a democracia me permite, dentro do que a Constituição me permite, este deputado federal aqui, este cidadão brasileiro, investido da autoridade parlamentar, não vai recuar um milímetro”, disse o pastor.

Otoni de Paula também afirmou que não tem medo de ser preso, como aconteceu com o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) e com o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ).

“Se alguém pensa que vou deixar de falar o que penso, se alguém pensa que eu vou deixar de ter a mesma postura que eu tenho, eu não vou deixar de ter. Alguém poderá dizer ‘você acha que pode ser preso?’. Não. Eu não fiz nada para ser preso”, enfatizou.

Otoni de Paula, assim como diversos outros formadores de opinião, entende que o Brasil vive um cenário de ditadura, a partir do Poder Judiciário: “Claro que nós estamos vivendo um Estado de exceção no Brasil, é claro. Portanto, em um Estado de exceção, você pode ser preso”.

“O ministro Alexandre de Moraes, que tem tido um comportamento autoritário, e por isso que eu já adjetivei o comportamento dele como um déspota, aquela pessoa que tem um comportamento ditatorial”, reiterou.

7 de setembro

O cantor Sérgio Reis foi incluído na lista por convocar manifestações de caminhoneiros e produtores rurais para que pressionem o Senado a investigar ministros do STF.

Veículos de imprensa chegaram a dizer que a categoria dos caminhoneiros não teria aderido à convocação, mas as manifestações em redes sociais indicam o contrário.

Desde que o cantor sertanejo veio a público, sua convocação foi endossada pelo pastor Silas Malafaia, que garantiu sua presença no protesto agendado para a Avenida Paulista, em São Paulo, e estimulou evangélicos a comparecerem aos protestos em outras cidades.

Outro pastor que se posicionou publicamente foi Cláudio Duarte, que repudiou o cenário de censura vivido no país, além de externar seu temor em relação à liberdade religiosa para a pregação do Evangelho.

Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS