Pastor é preso novamente após realizar culto ao ar livre no Canadá

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

A resistência de pastores ao cerceamento da liberdade religiosa no Canadá levou o pastor Tim Stephens a ser preso mais uma vez por realizar um culto ao ar livre, que foi considerado “clandestino”.

Tim Stephens é pastor da Igreja Batista Fairview, instalada na região sudeste de Calgary, uma das maiores da província de Alberta. Ele já havia sido preso semanas atrás por se opor às restrições das autoridades por conta da pandemia e realizar um culto.

Agora, ele foi novamente preso, na frente da esposa e filhos, em sua casa. Minutos antes de sua detenção, ele usou o Twitter para compartilhar a informação de que havia sido avisado de maneira não oficial de que a Polícia estava indo à sua casa para prende-lo.

“Acabei de receber uma dica de que a polícia pode estar a caminho para me prender”, escreveu ele, pouco antes de os policiais baterem em sua porta para leva-lo, na frente de seus oito filhos, que se despediram aos prantos.

Fiança recusada

A esposa do pastor, Raquel, publicou uma informação atualizando a situação do marido. Ela escreveu que “Tim foi preso novamente por realizar um culto ao ar livre em violação às ordens de saúde de Alberta”.

“Ele foi perante um juiz de paz [na segunda-feira] à noite e recusou a condição de fiança, então ele permanecerá sob custódia até sua próxima audiência no tribunal, 28 de junho”, escreveu ela.

O pastor “recebeu uma oferta de fiança condicionada à sua concordância em cumprir todas as ordens de saúde pública”, revelou sua esposa. “Ele não concordou porque isso o impediria de pastorear fielmente o rebanho que foi confiado aos seus cuidados. Ele permanecerá sob custódia até o próximo julgamento em 28 de junho”.

Raquel acrescentou ainda que as autoridades de Alberta querem que “Tim diga às pessoas o que vestir, onde ficar e proíba algumas pessoas de entrarem na igreja”.

Ainda na mesma publicação, a esposa do pastor declarou que “a prisão de Tim nos fortalecerá na fé e nos encorajará a amar e obedecer a Cristo, não importa o custo”, e pediu orações para que seu marido permaneça firme, medite no amor de Cristo e Seu sacrifício por nós, pecadores.

De acordo com informações do portal The Christian Post, o culto ao ar livre reuniu uma multidão, que ouviu a pregação do pastor Tim Stephens no último domingo.

A congregação foi descoberta por um helicóptero da polícia, que direcionou viaturas para o local. No entanto, os policiais esperaram até o dia seguinte para prende-lo.

Stephens tem recebido apoio jurídico do Centro de Justiça para as Liberdades Constitucionais e chegou a declarar antes da atual prisão que “multas, injunções, prisão e confisco de propriedade só irão demonstrar a loucura de suas ações e trazer glória a Cristo”.

Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS