Pastor indiano é espancado até a morte por hindu que evangelizava: “Mártir por sua fé”

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Um pastor foi espancado até a morte por um homem hindu que evangelizava, na última quarta-feira (30), na Índia. Vinod Kumar foi atacado com uma viga de madeira em uma emboscada, planejada pelo suspeito identificado como Sonu Kashyap, na vila de Sangoi do estado de Haryana.

Na noite da última quarta-feira (30), o irmão do suspeito ligou para o pastor Kumar, lhe pedindo que orasse por uma pessoa doente. O cristão foi atacado quando estava saindo da casa do enfermo em sua motocicleta, Sonu o estava esperando para assassiná-lo.

“Ele atacou Vinod sem saber por trás. Ele bateu três vezes na cabeça dele com força, mesmo depois de cair da motocicleta. Ele o acertou até que seu crânio se quebrou”, relatou a esposa do pastor, Sunita Kumar, ao Morning Star News.

Então, os vizinhos da região viram o agressor com a viga de madeira ao lado do corpo do pastor Kumar e o capturaram para linchá-lo. “Antes que a polícia chegasse, os moradores pegaram Sonu e começaram a bater nele. A polícia chegou a tempo e resgatou das mãos dos aldeões furiosos, ou então a multidão o teria matado”, contou o pastor Sompal Kalre, que foi quem apresentou o Evangelho para Kumar a anos atrás.

De acordo com Kalre, Sonu Kashyap é acusado pelo assassinato do pastor e possui três processos contra ele.

A polícia responsável pelo caso, afirmou que a motivação do crime foi alguma inimizade pessoal entre o acusado e a vítima. Porém, a esposa do pastor assassinado acredita que o marido foi morto por causa de sua fé cristã.

Segundo Sunita, Kumar conversou com Sonu sobre o evangelho durante dois meses e ele pediu que o líder orasse para ser liberto do vício em drogas. Para ela, o acusado pode ter se aborrecido com a evangelização.

“Kashyap também visitou nossa casa para receber oração”, disse ela. “Eu não sei o que aconteceu com ele para que ele tomasse uma medida tão drástica de matar Vinod de forma tão brutal”, afirmou Sunita.

O chefe da aldeia, Angrez Singh Saini, declarou que o pastor Kumar tinha um bom testemunho e fazia o bem a todos: “Ele estava servindo à humanidade. Sua vida era tal que ele não fazia mal a ninguém, nem ninguém desgostava dele”.

O pastor Kumar, deixou o hinduísmo para seguir a Cristo e era o único cristão de sua família, que não aprovava sua conversão.

“Resolvi continuar o trabalho que meu marido estava fazendo. E quero viver seu sonho. Vinod se tornou um mártir por sua fé e eu também morrerei por minha fé”, anunciou a esposa Sunita.

 



Guia me

ÚLTIMOS POSTS