Pastor testemunha que sua esposa deu à luz depois de ter removido útero

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Uma gravidez milagrosa foi testemunhada por um pastor cuja esposa havia removido o útero em 2014 após um problema de saúde que não pode ser contornado.

Dois anos antes, o casal tinha tido o filho que até então era o caçula, contou o pastor Joseph durante a Dunamis International Gospel Centre (DIGC), em Abuja, Nigéria. “Fomos ver um professor de ginecologia. Após investigação, ela foi diagnosticada com cisto ovariano e precisaria ser operada. Mas quando ela foi aberta, foi preciso fazer uma histerectomia completa: os ovários precisavam ser removidos assim como todo o útero”, contou ele.

De acordo com informações do portal Guia-me, o pastor não sabia como comunicar sua esposa a respeito da situação após a cirurgia: “Ela tem uma queda por uma menina e eu disse que podíamos adotar”, relembrou.

Com o passar do tempo, ele e a esposa deixaram de lado a ideia de ter outro bebê porque o médico disse que “não poderia funcionar novamente e nós concordamos”. Joseph acrescentou que para ele, a situação era um caso encerrado: “Eu vi o útero e todas as outras coisas retiradas, não havia nada: era um material comprobatório para me mostrar que [a cirurgia] havia sido feita”.

Em 2018, em Kaduna, ele e a esposa iniciaram um jejum de 21 dias para uma apresentação do seminário, e um certo dia, quando estava com o líder do ministério, pastor Paul Enenche, ele se sentiu tocado por uma música que o colega estava cantando. “Era um profundo anseio por algo dentro de mim: uma mudança na vida espiritual”, disse.

Joseph decidiu marcar uma reunião com o pastor Paul para se aconselhar: “Eu enviei a ele um e-mail dizendo que precisava vê-lo imediatamente, que eu tinha essa convicção de que eu precisava de uma mudança de vida”.

No dia marcado, ele levou sua esposa e o pastor Paul a ungiu: “Ele orou por nós e esvaziou uma garrafa de óleo nela. ‘Qualquer coisa que não funcione na sua vida, a partir de hoje começará a funcionar’”, disse Joseph, relatando as palavras do pastor Paul a sua esposa.

Gravidez inexplicável

Em fevereiro a esposa de Joseph começou a reclamar de alguns problemas relacionados à gravidez, mas como uma gestação era impossível, os dois imaginaram que se tratava de outro problema:“Fiquei com medo, achei que era outro desafio [em sua saúde], então tive que ligar para o pai dela e para a irmã mais velha para avisar que ela estava reclamando”, relembrou.

Dois meses depois, o “problema” progrediu e foi se tornando uma aparência de bebê em seu ventre. “Pedi a ela para fazer um exame. Quando a investigação foi conduzida, eu estava lá e vimos um bebê dentro [dela]. Cinco, seis meses: o pré-natal começou. No dia 10 de outubro de 2018, um cirurgião me ligou informando que precisava de uma equipe de outros cirurgiões para lidar com este caso peculiar. Eu disse que deveriam ir em frente, que não deveria ser um desafio monetário”, disse ele, chamando atenção para um dos aspectos do problema.

“Eles me pediram para doar sangue, eu disse que Deus ia cuidar dela”, disse ele, que em seguida resolveu ir para a igreja. “Quando você cuida do trabalho de Deus, Deus cuida do seu trabalho […] Quando liguei no hospital eles disseram que ela havia dado à luz um menino de 4,5 kg”, narrou o pastor Joseph na DIGC.

Joseph diz que a equipe de médicos não viu o útero, apenas uma bolsa com estrutura semelhante a um filme que abrigou o bebê por 9 meses.

Paul Enenche é médico além de pastor, e após o testemunho de Joseph, ele questionou à plateia: “Quem lhe disse que a remoção do seu útero é o fim da sua vida? Quem lhe disse que existe algo que o diabo removeu da sua vida que não pode ser substituído, restaurado e reparado com Deus? Servimos a um Deus que está fazendo milagres até hoje”.



Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS

0
Adoraria sua opinião, por favor, comente.x
()
x