Paternidade | Verbo da Vida

por Beatriz Martins  (Florianópolis -SC)
*Diretora do Rhema

Hoje eu vou falar um pouco sobre paternidade. Você deve pensar: uma mulher falando sobre paternidade? Você vai notar que, lá na frente, tudo tem a ver com paternidade.

Hoje, é muito comum vermos homens frágeis, pois é como se tudo fosse machismo. O homem tem tido a tendência de não saber bem qual é o seu papel. Com isso, as mulheres estão feridas e disfarçam, como se fosse uma arrogância, mas, no fundo, é insegurança.

Várias vezes, eu ouvi: “De Jesus eu gosto, mas de Deus, não!”. Esses gostam de Deus e nem sabem, porque quem vê Jesus, vê o pai. O que você vê em Jesus, vem do Pai. Eu sei que existe gente “órfã de pai vivo”, mas a sua orfandade, o seu trauma, não é a realidade que Deus tem pra você. Deus não aprova violência! Deus não aprova machismo! Não use aquilo que lhe machucou para afastar Deus de você.

A gente pode e deve respeitar a bagagem do outro, mas quando nos aproximamos de Cristo, precisamos fazer o exercício de largar a nossa própria bagagem pesada. Vamos trocar de fardo, porque Deus é leve!

Paternidade não é um título. paternidade é uma missão. 

Quando a paternidade falha na nossa vida, a nossa identidade fica comprometida, mas se a nossa identidade vem de Cristo, ela deriva de Deus. Não podemos usar apenas a paternidade natural como nosso referencial.

Deus, equivocadamente, erroneamente, injustamente, tem recebido uma fama que não é d’Ele. Frequentemente, nosso Pai tem sido acusado de uma referência que não tem a ver com Ele. Muitas vezes, Deus é visto com a referência com a qual você vê o seu pai terreno, porém não é essa a referência que Deus criou para você.

Homem, as pessoas devem enxergar o que Deus tem para você como pai. Que você seja instrumento para Deus alcançar pessoas. Talvez você, dentro do seu grupo familiar, tenha a missão de ser o canal de Deus na vida de pessoas.

Por que nós, mulheres, não estamos competindo com os homens? A nossa missão é outra! Tão nobre quanto a deles, mas é outra.

“Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim. Se vós me tivésseis conhecido, conhecereis também o meu Pai. Desde agora o conheceis e o tendes visto. Replicou-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta. Disse-lhe Jesus: Filipe, há tanto tempo estou convosco, e não me tens conhecido? Quem me vê a mim vê o Pai; como dizes tu: Mostra-nos o Pai? Não crês que eu estou no Pai e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo por mim mesmo; mas o Pai, que permanece em mim, faz as suas obras” (João 14.6-10).

Deus não poupou nada para nos alcançar. Se Deus não poupou seu único Filho, será que Ele é um pai tão ruim assim? Esse é o nosso modelo de Pai. Você nasceu de novo? A boa notícia da Palavra para mim e para você é que não somos mais escravos, mas somos herdeiros!

Tudo o que pertence a Deus, agora é seu! Esse é o seu Pai!

Jesus é a expressão exata de Deus. Quer fazer uma boa propaganda às pessoas que são confusas sobre Deus? Mostre a Jesus!

“Havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias, nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo. Ele, que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu Ser, sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, depois de ter feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade, nas alturas” (Hebreus 1.1-3).

Você recebeu um poder, um direito. Você é filho de Deus! O próprio Espírito Santo testifica com o nosso Espírito de que somos filhos de Deus.

“Ora, se somos filhos, somos também herdeiros, herdeiros de Deus e coerdeiros com Cristo; se com ele sofremos, também com ele seremos glorificados” (Romanos 8.16-17).

Mesmo nas circunstâncias mais tenebrosas, o nome de Deus será exaltado sobre toda a terra. Não se intimide, não se acovarde! Mostre que Deus é Pai! A Bíblia diz pra mim e para você: Deus é amor.

“E nós conhecemos e cremos no amor que Deus tem por nós. Deus é amor, e aquele que permanece no amor permanece em Deus, e Deus, nele” (I João 4.16).



Fonte:Verbo da Vida

ÚLTIMOS POSTS

Há momentos em que falar é violar o momento, quando o silêncio representa o maior respeito. A palavra para tais tempos é a reverência, e

Leia Mais »