Por que o STF odeia o Brasil? Como freiá-lo? – Exibir Gospel

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Nunca antes, na história do Brasil, o STF perturbou tanto o ambiente político como nos dias de hoje. A partidarização acentuada e desavergonhada da suprema corte nos faz sentir vergonha alheia, parece que estamos diante de pessoas absolutamente desprovidas de bom senso e equilíbrio, além dos poucos hábeis no saber jurídico.

A atual formação foi escolhida a dedo para fazer o que vemos fazer agora, abstrações jurídicas e amplas defesas do que a constituição não consagra.

Todos os ex-presidentes da república, que nomearam os 10 dos 11 juízes responderam, em algum momento, por crimes de corrupção ou má gestão em algum nível, os supostos larápios deixaram para nós, a indesejável formação da herança desta formação atual do supremo colegiado.

A corte perdeu sua distinção, parece que perdeu a nobreza, tornou-se porta-voz de aberrações jurídicas. Também apequenou-se a tal ponto de ajoelhar-se perante partidos vergonhosamente rejeitados nas urnas nas últimas duas eleições.

O STF já levantou a bandeira contrária a população brasileira e no que depender desta atual formação logo teremos a legalização das drogas (que eles chamas de “descriminalização”) além da legalização do infanticídio prévio, conhecido como aborto, que os progressistas chamam de “interrupção de gravidez”.

O pior deste momento que o STF vive é que suas decisões são pautadas no vazio científico e no vácuo de evidências. Junte a desconexão com a realidade, a vaidade insandecida dos seus integrantes e temos aí uma ditadura judiciária nunca vista em nossa nação.

HÁ UMA MANEIRA DE FREIÁ-LOS?

Sim! Existe uma única maneira que é a pressão popular, constante, unida, diretiva e intencional sobre os senadores. O STF não ouve a população porque eles não precisam do voto do povo, mas podemos pressionar quem ainda tem uma reserva constitucional de pará-los – Os senadores.

Sim, acredite se quiser, 1/3 dos senadores não devem nada ao STF e podem dar um chega pra lá na corte e nos seus contínuos rompantes antidemocráticos.

Todo parlamentar teme o povo e teme mais ainda a pressão de um povo insatisfeito e decididamente determinado a mudar os rumos de uma nação.

O QUE TEMOS QUE FAZER?

Já há grupos organizados em todo o Brasil, dentre eles o mais influente é o #AcordaSenado, criado por Wilton Acosta, ativista político cristão que tem mobilizado centenas de líderes e pessoas influentes em todo o Brasil. Além de apoiarmos movimentos como este precisamos abandonar o acovardamento digital, sairmos apenas das leituras de whatsapp e pararmos de trocar vídeos e figurinhas, isto não muda uma nação. Não devemos ficar nas leituras que apenas nos deixam indignados, devemos agora partir para o combate pacífico que começa com o digital mas só se finaliza no presencial, através de marchas e carreatas como as que teremos no dia 1 de Maio em todo o Brasil.

Aproveito para convocar os leitores deste site para apoiar e participar ativamente de movimentos como #AcordaSenado que possui o perfil no Instagram @AcordaSenado e também no Facebook e Twitter (Acorda Senado). Esta é uma das formas para que você se envolva, traga pessoas, reúna influentes, exerça sua influência e faça algo, de fato, para mudar os rumos do nosso país e tirar nossa nação da tirania da atual formação do STF.

Wilton Acosta – Mov. Acorda Senado

Por : Domicio Junior
Escritor e Palestrante

Exibir Gospel

ÚLTIMOS POSTS