primeiro-ministro diz cumprir ‘chamado de Deus’ no cargo

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

O primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, afirmou durante um evento cristão em seu país que foi chamado para fazer “a obra de Deus. Scott Morrison pediu que os fiéis dessem cobertura de oração a ele em seu mandato para governar a nação.

O evento Australian Christian Churches, uma conferência nacional de igrejas cristãs, contou com a participação do primeiro-ministro e ele revelou que tanto ele, quanto sua esposa, Jenny, se sentem cumprindo um chamado de Deus.

Ele introduziu o assunto dizendo que, durante a campanha eleitoral de 2019, buscou um sinal de Deus para sua candidatura. Depois, já como primeiro-ministro, ele havia recorrido à “imposição de mãos” em algumas circunstâncias para vencer obstáculos.

De acordo com informações do portal britânico The Guardian, desde que se tornou uma figura nacionalmente conhecida, o político fala abertamente sobre sua fé cristã, chegando a ter convidado jornalistas a comparecerem a um culto na Igreja Horizon, que ele frequenta no condado de Sutherland.

Ao vencer as eleições, definiu sua chegada ao principal cargo da Austrália como “milagrosa” e pediu orações aos irmãos na fé para que Deus orientasse os governantes estaduais e territoriais durante a pandemia de Covid-19.

Durante sua mensagem na Australian Christian Churches, o primeiro-ministro compartilhou o conselho recebido de seu pastor, que o incentivou a “usar o que Deus colocou em suas mãos […] para fazer o que Deus colocou em seu coração”.

A pregação ainda trouxe um testemunho de Scott Morrison sobre um momento difícil durante a última quinzena da campanha eleitoral: “Devo admitir que estava dizendo a mim mesmo: ‘Sabe, Senhor, onde está você, onde está? Eu gostaria de um lembrete, se estiver tudo bem’”, disse ele.

“E bem na minha frente estava a maior foto de uma águia voando que eu poderia imaginar e, claro, o versículo me atingiu. A mensagem que recebi naquele dia foi: ‘Scott, você tem que correr para não se cansar, você tem que andar para não desmaiar, você tem que abrir suas asas como uma águia para voar como uma águia’”, relatou.

O primeiro-ministro da Austrália disse na conferência que ele e Jenny estavam gratos pelas “incríveis orações e apoio” enviados pelos cristãos de todo o país: “Estive em centros de evacuação onde as pessoas pensaram que eu estava apenas dando um abraço em alguém e orando, e colocando minhas mãos sobre as pessoas… impondo as mãos sobre elas e orando em várias situações”, diz ele, referindo-se a uma visita a Kalbarri no Pilbara após a passagem do ciclone Seroja.

“Já faz um bom tempo, já faz um bom tempo, e creio que Deus tem nos usado nesses momentos […] E vamos continuar fazendo isso enquanto essa temporada for. É assim que vemos. Somos chamados, todos nós, por um tempo e por um período e Deus quer que o usemos com sabedoria e a cada dia que eu me levanto e sigo em frente, há apenas uma coisinha que está na minha cabeça e que é ‘para tal um tempo como este’”, disse Morrison.

“Até os jovens se cansam e ficam exaustos, e os moços tropeçam e caem; mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam bem alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam” –Isaías 40:30,31

Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS