PT pressiona por investigação sobre o pastor Milton Ribeiro

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

O trabalho do ministro da Educação, pastor Milton Ribeiro, vem sendo alvo de constantes ataques por parte dos partidos de esquerda, e a mais nova investida vem dos parlamentares filiados ao PT, que querem que a Procuradoria-Geral da República o investigue.

A bancada de deputados federais do Partido dos Trabalhadores está pressionando a PGR para investigar o ministro Milton Ribeiro por conta de um suposto favorecimento a um centro universitário mantido pela Igreja Presbiteriana.

A Unifil estaria sob suspeita de fraude no Enade e, de acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, o ministro Ribeiro, durante uma viagem a Londrina (PR), teria se reunido com pastores ligados ao centro universitário e agido nos bastidores para mudar a investigação em favor da instituição.

Segundo a jornalista Amanda Almeida, que colabora com a coluna de Lauro Jardim em O Globo, publicou uma nota em que diz que a coordenadora da graduação da Unifil teria “tido acesso à prova e às respostas com antecedência”.

A professora Rosa Neide (PT-MT) lidera o grupo de deputados da legenda na representação contra o ministro da Educação na PGR: “Os atos em apreço violam diretamente os princípios da administração pública (…) que regem a administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, Estados, Distrito Federal e Municípios, sendo eles: a legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, entendidos como princípios expressos”, pontua o pedido de investigação feito pelos parlamentares.

Em seu Twitter, onde costuma comentar as repercussões das notícias envolvendo seu nome na atuação frente ao MEC, o pastor Milton Ribeiro ainda não se posicionou sobre as acusações e o pedido de investigação contra ele.

Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS