Retrospectiva 2021: relembre as notícias que marcaram o mundo cristão

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Em 2021, o termo “fim dos tempos” foi muito usado em diversas notícias como forma de apontar que os últimos acontecimentos estão relacionados às profecias bíblicas

Pensando nisso, o Guiame preparou uma retrospectiva organizada pelos principais temas abordados ao longo do ano. Alguns se destacam pela intensidade com que estão acontecendo no atual século, como é o caso dos terremotos. Outros pela calamidade em escala mundial sem precedentes, como a pandemia por Covid-19.

Além disso, alguns fatos marcaram por evidenciar a presença de Deus em tempos difíceis, como os milagres, além de visões e sonhos de pessoas espalhadas por todo o mundo, inclusive das crianças. 

Tudo, porém, compreendido e interpretado pelos cristãos como a manifestação do Espírito Santo de forma mais intensa, conforme as promessas bíblicas. Confira aqui a nossa retrospectiva:

Catástrofes naturais

Começando pelos terremotos, eles foram vistos como “dores de parto”, conforme Mateus 24. Segundo especialistas, de 1900 a 1909 foram registrados 141 terremotos no mundo todo. 

De 1970 a 1979, em contrapartida, foram registrados mais de 1.500 terremotos — um número bastante alarmante. Quanto aos terremotos de magnitude extrema, foram registrados 7 deles no século 19. Na primeira metade do século 20, houve 15; e na segunda metade, foram 20. Mas nada se compara ao século 21.

Terremotos mortais ocorreram no Nepal, Japão, Chile, Indonésia, Itália, Paquistão, China, Peru, Irã, Índia, entre outros países. Mas, o terremoto do Haiti, de magnitude 7.2, ocorrido em agosto deste ano, se destacou após 10 anos da última tragédia do país que não havia se recuperado ainda. 


Haiti após terremoto. (Foto: DFID – UK Department for International Development/ Flickr)

Além dos furacões, também chamou atenção a erupção do vulcão que fica no parque de Cumbre Vieja, ilha de La Palma, na Espanha, em setembro. Não houve registro de mortes, mas centenas de pessoas perderam suas casas entre as lavas do vulcão. 


Erupção do vulcão, em La Palma, Espanha. (Foto: VP 68/Pixabay)

Os tornados nos Estados Unidos foram os últimos acontecimentos, dentro da categoria que fala sobre as catástrofes naturais, e causaram grande impacto. Foram mais de 30 tornados que atingiram o sudoeste do país, deixando um cenário de destruição e centenas de mortos.

Considerado um dos piores desastres deste tipo de fenômeno meteorológico, as consequências por sua passagem foram seis estados devastados pelas tempestades: Arkansas, Illinois, Kentucky, Missouri, Mississippi e Tennessee.


Uma das regiões devastadas pela passagem dos tornados, nos EUA. (Foto: Nara Get Arquive/US National Arquives)

Crises humanitárias

Entre as crises humanitárias mais faladas está a pandemia por Covid-19, isso porque o ocorrido sem precedentes afetou o mundo inteiro, transformando diversos segmentos da sociedade, entre eles, a economia, a saúde, a política, a religião e até mesmo a rotina das pessoas. 


No pior momento da pandemia, no Brasil, jovens ocuparam a maioria dos leitos de UTI. (Foto: Gustavo Basso/National Geografic)

Uma das consequências mais chocantes foi o crescimento da fome em diversos países, entre eles, a Coreia do Norte que admitiu crise alimentar. Segundo pesquisadores, cerca de 40% da população necessita de ajuda alimentar urgente.

A tomada do Afeganistão pelo Talibã também assustou a comunidade internacional. As notícias são das mais chocantes, mostrando o grupo terrorista fazendo atrocidades, como estuprar cadáveres de mulheres, sinalizar o retorno das execuções pendurando cadáver em público e anunciar o extermínio de cristãos do país.

Por conta desse tipo de crise humanitária, muitas pessoas fogem desesperadas para outros países, causando também uma crise de refugiados.


Crianças no Afeganistão, sem perspectiva para o futuro. (Foto: Guy Lawson/Pixnio)

Presença de Deus

Mas, mesmo em meio a tantas catástrofes, guerras, conflitos políticos, crises econômicas e fomes pelo mundo, Deus tem se manifestado de forma inconfundível. É o que mostra, por exemplo, os relatos de uma menina que conta sobre a visão que teve do céu enquanto orava com a mãe. 

Além dela, a filha da Nívea Soares também deu um depoimento semelhante.  Durante a pandemia, um menino desenhou Jesus curando seu pai que estava internado com Covid-19. 

Muitos milagres e testemunhos foram dados durante este ano de 2021, mostrando que Deus se faz presente e permanece no controle, mesmo em contextos onde a Igreja é duramente perseguida. No Afeganistão, por exemplo, há relatos de terroristas do Talibã que se converteram enquanto caçavam cristãos. 


Pastor Wagnão e menina que relata sua visão com o céu e Jesus. (Foto: Captura de tela/YouTube/Wagnão)

Perseguição aos cristãos

A perseguição aos cristãos também aumentou consideravelmente, em diversas nações do mundo. Na China, por exemplo, eles estão sendo vigiados dentro de suas próprias casas.  

Em Moçambique, extremistas islâmicos decapitaram um pastor e obrigaram a esposa a carregar sua cabeça até a delegacia. Há vários relatos de decapitação de cristãos em várias partes do mundo. As violações contra mulheres e meninas cristãs também foram apontados como uma forma de genocídio.

Descobertas arqueológicas bíblicas

A Arqueologia Bíblica tem sido uma das formas mais brilhantes de mostrar as evidências da existência de Deus e da veracidade das Escrituras Sagradas aos mais céticos. 

No ano de 2021, várias descobertas colaboraram para desvendar mistérios e responder perguntas. Por exemplo, a sinagoga do período do Segundo Templo que foi encontrada por arqueólogos e que retrata o período do nascimento e vida de Maria Madalena. 

Escavações em Israel trouxeram novas informações sobre a época do Sinédrio. Também um mosaico que pode ter sido um pedaço da Igreja dos Apóstolos, foi encontrado nas ruínas de um prédio que pode ter sido a vila bíblica de Betsaida. 

Há muitos outros achados espetaculares, como anzóis nas margens do rio Jordão que revelam como era a vida dos pescadores nos tempos bíblicos. E uma moeda de ouro que, possivelmente, retrata a crucificação de Cristo.  


Antiga sinagoga descoberta em Migdal, Galileia. (Foto: Cortesia da Universidade de Haifa)

2021 — um ano de muitas despedidas

Com certeza, 2021 foi o palco de grandes acontecimentos, bons e ruins. Houve muitos sonhos e também desilusões. Muitas chegadas e muitas partidas. Celebrações e despedidas que fizeram parte dessa realidade.

Entre aqueles que se despediram da vida aqui, estão o cantor e compositor Lázaro, que partiu aos 54 anos, após complicações por Covid-19. O apóstolo Fred Berry, líder da missão da Rua Azuza, foi vítima da mesma doença. 

Muitas outras pessoas do meio cristão partiram durante a pandemia, como a mãe da cantora Marcela Taís, o pastor Drummond Lacerda, da Igreja Batista de Lagoinha, aos 38 anos de idade.

Também foram vítimas da Covid, Cleusa Piragine, líder com seu marido Paschoal Piragine, da Primeira Batista de Curitiba e o apóstolo Fernando Guillen. Também por complicações de Covid-19, morreu o tenor do Vocal Livre, Esdras Gondim, aos 24 anos.


Irmão Lázaro deixa legado na música gospel e na carreira política. (Foto: Facebook/Irmão Lázaro)

E outros que Deus decidiu chamar e partiram por outras questões fatais, como infarto, câncer ou acidente de trânsito, como o ex-baterista do Casting Crowns, Andy Williams, o pastor do Corinthians, Vagner Lopes, o pai da Missão Integral, pastor C. René Padilla, o blogueiro Júlio Severo e o fundador da maior igreja na Coreia do Sul, pastor David Yonggi Cho.

Também partiram o pastor nigeriano TB Joshua, o evangelista Luis Palau, considerado o sucessor de Billy Graham e o pastor Benedito de Oliveira, que foi capelão credenciado pela Associação Brasileira das Forças Internacionais de Paz da ONU-Brasil e diretor da Missão Internacional Cristã.

Estes estão na presença do Pai, conforme a nossa crença. E a todos os que ficaram, sobreviventes e guerreiros, o Guiame deseja um ano de 2022 repleto de vitórias, independente do que nos espera pela frente. A palavra de Deus nos garante que “somos mais que vencedores” por meio daquele que nos amou.

“Pois estou convencido de que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes, nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor”. (Romanos 8.37-39)

Guia me

ÚLTIMOS POSTS