Última ‘superlua’ do ano acontecerá nesta semana; veja a perspectiva bíblica

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

De eclipses lunares a superluas, 2021 tem sido um ano marcado por eventos lunares. O mês de junho terá a última superlua do ano, conhecida como Lua de Morango, que vai acontecer na próxima quinta-feira (24).

Uma superlua ocorre quando a lua está em seu ponto mais próximo da Terra, o que é chamado de perigeu, parecendo um pouco maior e mais brilhante do que uma lua cheia típica. 

Os cientistas, no entanto, ainda não chegaram a um acordo sobre como classificar oficialmente o fenômeno, então há uma discordância sobre a classificação da lua de junho como uma superlua.

A lua cheia de junho costuma ser chamada de Lua de Morango, nome dado pelas tribos nativas americanas em função dos morangos colhidos em partes da América do Norte durante esta época do ano, de acordo com o Farmer’s Almanac. 

A cor da lua, entretanto, não corresponde ao seu nome. Pode ser que, em 24 de junho, a lua apresente apenas sua cor normal, ou então uma variação de vermelho, laranja ou rosa —  tudo depende da forma como a luz é espalhada pela atmosfera da Terra.

Poucos dias depois da super lua de sangue, outro fenômeno celestial ocorreu: o raro eclipse solar anular “anel de fogo” foi visível em partes da Rússia, Groenlândia e norte do Canadá.

Em maio, houve uma lua de sangue que foi visível no leste da Ásia, Austrália, Oceano Pacífico e partes das Américas.

Perspectiva cristã 

Eventos celestiais como luas de sangue e eclipses solares têm explicações científicas claras, mas também pode haver um significado espiritual. A Bíblia fala sobre os sinais nos céus em alguns textos, especialmente relacionados à lua e ao sol. 

Em Lucas 21:25, Jesus diz que “haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas”, quando fala sobre as profecias relacionadas ao fim dos tempos. 

No contexto da lua de sangue, o texto de Joel 2:31 diz: “O sol se tornará em trevas, e a lua em sangue; antes que venha o grande e terrível dia do Senhor”. O mesmo é confirmado em Atos 2:20: “O sol se tornará em trevas e a lua em sangue, antes que venha o grande e glorioso dia do Senhor”.

Em Apocalipse 6:12, uma lua de sangue também é profetizada: “O sol ficou escuro como tecido de crina negra, toda a lua tornou-se vermelha como sangue”.

O pastor Lamartine Posella acredita que alguns fenômenos lunares são sinais de Deus. “Segundo a visão rabínica, quando existe o eclipse solar é um sinal de juízo de Deus para com os gentios, mas quando existe o eclipse lunar é um sinal do juízo ou do tratamento de Deus para com a nação de Israel”, afirma.



Guia me

ÚLTIMOS POSTS