Universal acusa pastor de desviar R$ 30 milhões de obra de templo no DF

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Igreja Universal denunciou um pastor à Polícia por um suposto golpe que teria desviado R$ 30 milhões das obras da nova sede da instituição no Distrito Federal.

O pastor acusado não teve seu nome revelado por uma determinação da Polícia Civil, que teme que a revelação de sua identidade atrapalhe as investigações, mas é arquiteto e participou do projeto do Templo de Salomão, em São Paulo (SP), e atualmente estava trabalhando na obra da nova sede da instituição no Distrito Federal.

De acordo com informações do portal Metrópoles, o acusado é antigo morador de Ceilândia. Na denúncia da Universal, o pastor é acusado de ter desviado R$ 30 milhões através de favorecimentos a uma construtora portuguesa que atua na obra.

Inicialmente, ao detectar as irregularidades, a Universal procurou o pastor para esclarecer as desconfianças, mas ele não foi encontrado e não há notícias sobre seu paradeiro. Há suspeita de que ele estivesse lavando parte dos R$ 30 milhões desviados em solo estrangeiro.

A nova sede da Universal no Distrito Federal está sendo erguida em uma área de 52 mil metros quadrados às margens do Pistão Sul, em Taguatinga. O terreno foi adquirido em 2016 por um valor de R$ 90 milhões.

O prédio terá heliponto, elevador privativo, espelho d’água, arborização, três andares de garagem subterrânea e vista livre para o céu.

Com capacidade para receber 5 mil pessoas, o templo poderá ter uma extravagância se o projeto for executado na íntegra: uma esteira para carregar os dízimos e ofertas entregues pelos frequentadores até o cofre do edifício.

Gospel Mais

ÚLTIMOS POSTS