Vamos terminar a corrida


Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Precisamos uns dos outros para chegar onde Deus nos quer. Nos Jogos Olímpicos no Rio em 2016, duas atletas na corrida de 5 km se sobressaíram. Aos 3.200 m da corrida, a neozelandesa Nikki Hamblin e a americana Abbey D’Agostino colidiram e caíram. Abbey levantou-se rapidamente e ajudou Nikki. Logo após, as duas atletas terem reiniciado a corrida, Abbey começou a vacilar, pois ferira-se na queda. Agora era a vez de Nikki parar e encorajar a colega atleta a terminar a corrida. Quando Abbey finalmente alcançou a linha de chegada, Nikki a esperava para abraçá-la. Que belo exemplo de mútuo encorajamento!

Isso me lembra uma passagem na Bíblia: “Melhor é serem dois do que um […] Porque se caírem, um levanta o companheiro; ai, porém, do que estiver só; pois, caindo, não haverá quem o levante…” (vv.9,10). Como atletas em uma corrida espiritual, precisamos uns dos outros — talvez ainda mais, pois não competimos uns contra os outros, mas como membros da mesma equipe. Haverá momentos em que hesitaremos e precisaremos de alguém para nos levantar. Outras vezes, alguém poderá precisar de nosso encorajamento através de nossas orações ou nossa presença.

A corrida espiritual não deve ser feita sozinha. Deus o está orientando a ser como Nikki ou Abbey na vida de alguém? Responda ao Seu convite hoje, e prossigamos nesta corrida!

Fonte: Pão Diário

ÚLTIMOS POSTS